BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

LATROCÍNIO: Preso em hospital de Cuiabá, homem que matou amigo para roubar em Rondônia

Quando receber alta médica, o acusado será trazido para Vilhena

Folha Max

06 de Novembro de 2020 às 17:48

Foto: Divulgação

Acusado de latrocínio, Gilcimar Broseguini, de 56 anos, foi preso na manhã de quinta-feira (5), no Hospital Municipal de Cuiabá, pela Rotam. Ele estava foragido desde 2018, quando um mandado de prisão foi expedido contra ele pela 1° Vara Criminal de Vilhena. 
 
Conforme apurou o site Repórter MT, Gilcimar é o principal suspeito pelo roubo seguido de morte de Manoel Amaral Santana, assassinado a machadadas. O caso aconteceu em 12 de janeiro de 2018, em um sítio na região de Cone do Sul, em Vilhena. 
 
Manoel foi encontrado caído, sua carteira e sua moto haviam sido levadas. Manoel e Gilcimar trabalhavam juntos na fazenda e moravam no conjunto habitacional União, em Vilhena. As investigações da Polícia Civil apontaram Gilcimar como autor do crime. Quem encontrou o corpo de Manoel foi o dono da propriedade rural. 
 
Segundo a Rotam, a equipe recebeu uma informação de que Gilcimar estava internado no Hospital Municipal de Cuiabá e que havia passado por uma cirurgia (não foi informado o tipo do procedimento). Dessa forma, o mandado foi cumprido. O latrocida permanece no local com escolta policial até sua recuperação. 
 
Quando receber alta médica, o acusado será trazido para Vilhena, onde já foi indiciado pelo crime. De acordo com a polícia “Capixaba”, como Gilcimar é conhecido, matou o colega de trabalho para roubar sua moto

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS