BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

RONDONIAOVIVO

04 de Maio de 2020 às 07:47

Foto: Richard Nunes /Rondoniaovivo

A Operação Egos-Pótamos, deflagrada pela Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (04) no residencial popular Morar Melhor prendeu 20 criminosos envolvidos com assassinatos ocorridos na capital de Rondônia.

 

Os presos são integrantes da facção criminosa Primeiro Comando do Panda (PCP) ou "Família do Gueto". A ação da Polícia Civil, sob o comando da delegada Leisaloma Carvalho Resem contou com apoio de 120 policiais de todas as delegacias da cidade. Dos 22 mandados de prisão 20 foram cumpridos. Houve também cumprimento de 28 mandados de busca e apreensão.

 

Conforme apurou o Rondoniaovivo, uma das vítimas da organização criminosa foi uma adolescente de 16 anos, Geovana da Silva Magalhães, que foi agredida até a morte no último dia 13 de março e depois jogada em um terreno baldio na Estrada dos Japoneses e de Emerson Oliveira da Rocha, 16, assassinado a tiros no próprio residencial Morar Melhor, no dia 23/01/2020.

 

Os bandidos são investigados também por outros crimes de homicídios. Durante a operação foram feitos ainda flagrantes de porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

Galeria de Fotos da Notícia

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

EGOS-PÓTAMOS: Operação prende membros de facção que agrediram menina até a morte

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS