BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Suspeito de matar a tiros teve filho assassinado e dizia estar fugindo da violência

O jovem acusado de matar o adolescente foi julgado ainda em 2015 e condenado a 8 anos de prisão.

Folha de Vilhena

15 de Abril de 2017 às 10:21

Foto: Divulgação

A tragédia que aconteceu em Vilhena nesta Sexta-Feira da Paixão, dia 14, revelou uma história de coincidência e contradição de um dos personagens envolvidos: o comerciante Daniel Lacerda do Nascimento, de 46 anos, suspeito de assassinar a tiros Jocelito Batista de Lima com quem teria tido uma discussão pela manhã. Jocelito foi socorrido com vida e levado ao pronto socorro do Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos.

A COINCIDÊNCIA

 O suspeito do assassinato de ontem é pai do jovem Mateus Rezende, morto em praça pública  durante a festa de réveillon de 2015. O caso chocou a cidade e mobilizou amigos e familiares da vítima contra a violência. O jovem acusado de matar o adolescente foi julgado ainda em 2015 e condenado a 8 anos de prisão.

A CONTRADIÇÃO

 À época da morte do filho, Daniel Lacerda disse, em entrevista ao FOLHA DO SUL ON LINE que havia se mudado para Vilhena com a família fugindo da violência em Cuiabá (MT), onde teria sido baleado anos antes, quando trabalhava como motorista de ônibus.  

Em Vilhena, o comerciante acabou envolvido em episódios de violência que o fizeram vivenciar os dois lados da moeda: o de vítima, ao ter que enterrar o filho assassinado ainda na adolescência; e agora o de suspeito de ser o autor dos disparos que causaram a morte do homem com quem discutira.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS