VÍRUS: Caso de raiva em morcego é confirmado em Cacoal

Animal foi encontrado em uma escola na zona rural do município. Vacinação antirrábica será realizada em animais em um raio de 12 quilômetros próximo a região

VÍRUS: Caso de raiva em morcego é confirmado em Cacoal

Foto: Reprodução

Um morcego contaminado com raiva foi encontrado no município de Cacoal (RO). De acordo com a Secretaria de Saúde, o morcego foi recolhido em uma escola na zona rural do município no ano passado.
 
O animal foi encaminhado para análise na Unidade de Vigilância em Zoonoses em Porto Velho assim que foi encontrado e a confirmação da raiva no animal ocorreu em janeiro deste ano.
 
O Centro de Zoonoses de Cacoal fez uma delimitação em uma área de 12 km a partir da região rural onde o morcego contaminado foi encontrado (que se estende até os municípios vizinhos) para que os animais dessa zona sejam vacinados com a dose antirrábica.
 
O QUE É A RAIVA?
 
A raiva é uma doença causada por um vírus que ataca o sistema nervoso central, causando a morte da pessoa ou animal em poucos dias.
 
Além dos humanos, podem se infectar cães, gatos, bois, cavalos, macacos, raposas e morcegos.
 
A transmissão ocorre quando os vírus existentes na saliva do animal infectado penetram no organismo através da pele ou de mucosas, por meio de mordida, arranhão ou lambida.
 
A doença apresenta três ciclos de transmissão:
 
- Urbano: através de cães e gatos;
- Rural: animais de produção como bovinos, equinos, suínos e caprinos;
- Silvestre: raposas, guaxinins, primatas e, principalmente, morcegos.
 
FORMAS DE PREVENÇÃO

 

Para evitar a transmissão e disseminação da raiva, os tutores de cães e gatos devem vacinar seus animais anualmente. Outras formas de prevenção, são:
 
- Evitar contato com animais que você não conhece;
- Nunca tocar em morcegos ou outros animais silvestres diretamente, principalmente quando estiverem caídos no chão ou em situações não habituais;
- Prevenir que morcegos entrem nas casas.
- Caso tenha sido atacado por algum animal, o paciente precisa limpar o ferimento com água corrente e sabão e procurar atendimento médico o mais rápido possível.
 
INFORME
 
SEGUNDO LÉO OLIVEIRA, AGENTE DO CENTRO DE ZOONOSES DE CACOAL, CASO OS MORADORES ENCONTREM ANIMAIS SILVESTRES, COMO MORCEGOS, COM DIFICULDADE DE LOCOMOÇÃO, CAÍDOS OU MORTOS, DEVEM INFORMAR O ÓRGÃO PARA QUE SEJA REALIZADA A COLETA E ANÁLISE DO ANIMAL.
 
“É importante que a pessoa evite o contato direto com o animal, como tocá-lo com as mãos. Deve sempre utilizar luvas (ou improvisar com sacolas plásticas para proteger as mãos) e colocar um balde sobre o morcego para movê-lo até a chegada do Centro de Zoonoses“, explica.
 
 Além disso, casos de animais agressivos e com sinais clínicos nervosos, como dificuldade para engolir (quando o animal parece estar engasgado), andar cambaleante, quedas frequentes, dificuldade para se levantar, entre em contato com o Centro de Zoonoses da sua cidade.
 
- Em Porto Velho, o órgão está localizado na Avenida Mamoré, nº1120, Cascalheira. O telefone para mais informações é o (69) 98473-6712.
- Em Cacoal, o Centro de Zoonoses fica na rua das Associações, bairro Nova Esperança. O telefone para contato é o (69) 3907-4195.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Quem é mais culpado pelas enchentes em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS