CASO VIÚVA NEGRA: Polícia encontra vendedor de veneno usado por mulher para matar marido e animais

Produto encontrado no estômago da vítima é um dos componentes do “chumbinho”, que é ilegal

CASO VIÚVA NEGRA: Polícia encontra vendedor de veneno usado por mulher para matar marido e animais

Foto: Morte de animais por envenenamento levantou suspeita de investigadores - Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil divulgou a identificação do indivíduo responsável pela comercialização do veneno utilizado por uma mulher para causar a morte de seu marido de 71 anos, juntamente com a perda de animais de estimação, em uma localidade rural de Cerejeiras.

 

O Terbufós, encontrado no estômago da vítima, é um componente do "chumbinho", um produto clandestino cuja venda é proibida desde 2012.

 

A investigação policial sugere que a mulher adicionou o veneno à comida oferecida ao marido. Embora a morte por envenenamento tenha ocorrido há dois meses, o caso só foi revelado recentemente.

 

Inicialmente tratada como morte natural, a suspeita de homicídio surgiu devido à morte dos animais de estimação, apresentando sinais de envenenamento.

 

Mulher foi presa durante Operação Viúva Negra realizada nesta semana - Foto: Divulgação/Polícia Civil

 

Exames realizados nos corpos dos animais e do idoso confirmaram o envenenamento. O delegado Mayckon Pereira informou que o vendedor da substância tóxica foi identificado como um comerciante e já foi interrogado pela polícia.

 

A pessoa responsável pela venda pode ser enquadrada nos termos do artigo 278 do Código Penal, relacionado à "fabricação, venda, exposição à venda, depósito para venda ou entrega ao consumo de coisa ou substância nociva à saúde", sujeita a detenção de um a três anos, além de multa.

 

Adicionalmente, a polícia destaca a possibilidade de responsabilidade administrativa, incluindo multas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Ministério da Agricultura.

 

A mulher que adquiriu e aplicou o veneno foi detida durante a operação Viúva Negra em Cerejeiras, enfrentando acusações de homicídio qualificado, com motivo torpe e uso de veneno.

 

Perigoso e ilegal

 

Quanto ao produto em questão, o Terbufós é um dos componentes do "chumbinho", um pesticida clandestino altamente tóxico frequentemente utilizado como veneno agrícola.

 

A Anvisa destaca que o aldicarbe, componente do chumbinho, é uma substância química extremamente tóxica, conhecida no Brasil como "veneno de ratos".

 

A comercialização do chumbinho foi proibida em 2012 pela Anvisa devido ao seu uso irregular e indiscriminado, associado a envenenamentos de animais, abortos, homicídios e suicídios.

 

Venda de "chumbinho" é proibida no Brasil há mais de 10 anos - Foto: Divulgação/Policia Civil

Direito ao esquecimento
Como você classifica o mandato do prefeito Moisés Cavalheiro em Itapuã do Oeste?
O Projeto de lei que acaba com as “saidinhas” de presos deve ser aprovado?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS