CRIME BRUTAL: Adolescente que assassinou policial penal a tiros confessou crime e está em liberdade

Ele ficou apenas seis meses na casa de acolhimento de menores infratores

CRIME BRUTAL: Adolescente que assassinou policial penal a tiros confessou crime e está em liberdade

Foto: Divulgação

 

Já se encontra em liberdade o adolescente que há sete meses assassinou a sangue frio, no pátio do Posto cavalo Branco, na região central de Vilhena, o policial penal André Borges Mendes, que tinha 36 anos na época do crime (LEMBRE AQUI).

 
Mesmo com todos os esforços da Polícia Militar de Cabixi e Vilhena e dos agentes da Delegacia de Homicídios para prender todos os responsáveis pela morte do policial penal, que foi executado com quatro tiros nas costas enquanto socializava com amigos, o responsável por puxar o gatilho já está nas ruas.
 
Segundo informações seguras, “Vitinho”, de 17 anos, que além do trabalho que deu para ser preso, e que mesmo estando com Covid-19 fugiu do Hospital Regional de Vilhena, mas foi recapturado pela PM, foi transferido para um casa de acolhimento de menores infratores em Rolim de Moura, após confessar o crime brutal, assumindo toda a responsabilidade, ao alegar que não conhecia os demais envolvidos.
 
No entanto, com apenas seis meses de internação, o menor foi posto em liberdade. Outros três envolvidos na morte também foram presos e Carlos Henrique Intronivi Evaristo, de 21 anos, o responsável por entregar a quadrilha inteira ao ser preso primeiro pela Polícia Militar de Cabixi, foi assassinado três meses depois no Centro de Ressocialização Cone Sul de Vilhena.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS