BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VILHENA: 70% dos leitos de UTI estão ocupados e pode ter lockdown

Secretaria de Saúde pretende fazer ampliação na UTI para tentar evitar fechamento de comércio local

FOLHA DE VILHENA

24 de Julho de 2020 às 15:20

Atualizada em : 24 de Julho de 2020 às 15:22

Foto: Divulgação

 

FOLHA DE VILHENA - A cidade Portal da Amazônia registrou na última quinta-feira (23 de julho) a maior alta na taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados à Central de Atendimento à Covid-19. Segundo o boletim epidemiológico e o painel de acompanhamento dos casos no município, Vilhena tem 70% dos leitos ocupados.
 
Na enfermaria, a taxa de ocupação é de 35% e o quadro geral é de 44.4%. A situação tem se agravado por inúmeros motivos: a saúde está experimentando afastamentos frequentes de médicos e profissionais, os moradores têm praticado cada vez menos hábitos de cuidado e higiene e a Lei está diariamente mais rígida.
 
No último dia 14 de julho, a Câmara de Vereadores de Vilhena aprovou uma alteração na Lei de enfrentamento ao Covid-19 na cidade. Anteriormente, o artigo 10 da Lei 5.285 (de 17 de abril de 2020) previa que o lockdown só seria aplicado caso o sistema de saúde alcançasse 80% de leitos totais na Central de Atendimento ocupados.
 
Depois da alteração, a taxa de 80% foi aplicada à apenas os leitos de UTI da Central. A edição foi realizada após ser vista a necessidade em adequar a Lei com o Decreto Estadual N° 25.049 (de 14 de maio de 2020), que considera apenas os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
 
Ainda de acordo com o boletim publicado nesta quinta-feira, 7 dos 10 leitos de UTI da Central de Atendimento à Covid-19 estão ocupados. A Central conta com 36 leitos no total, mas apenas os 10 reservados à UTI possuem respiradores aptos para receber pacientes graves. Dos leitos totais, apenas 20 restam disponíveis.
 
Apesar de parecer muito, são 20 leitos para uma população estimada em 99.854 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nas últimas 24 horas, mais 18 casos positivos foram confirmados no município.
 
AMPLIAÇÃO
 
Na última terça-feira (21 de julho) a Secretaria Municipal de Saúde informou que nos próximos dias mais quatro respiradores deverão entrar em funcionamento na UTI da Central. Com isso, a expectativa é de que a capacidade de internação aumente em aproximadamente 60%.  Enquanto a ação não é confirmada, Vilhena segue com aumento de casos e um iminente lockdown, caso atinja 80% dos leitos ocupados antes da ampliação ser realizada.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS