AJUDA: Idosa sofre queimaduras ao usar soda cáustica enquanto fazia sabão

Amigos pedem ajuda para realizarem procedimentos médicos

AJUDA: Idosa sofre queimaduras ao usar soda cáustica enquanto fazia sabão

Foto: Divulgação

Maria Rosa Fernandes, de 78 anos, produz sabão para uso próprio. Mas foi durante esse trabalho que ela teve parte dos braços queimados enquanto usava soda cáustica, principal ingrediente para a fabricação de sabão, na semana passada, em Porto Velho.
 
Maria relatou que por um descuido, a soda cáustica, que já estava misturada com outros produtos químicos, caiu nos braços dela.
 
“Eu estava fabricando o sabão, quando tropecei em algo e caí. Os produtos acabaram se derramando nos meus braços. A dor foi horrível”, contou ela.
 
Amigos que estavam próximos, ajudaram e a levaram para o hospital. Na quinta-feira (26), a senhora fez a cirurgia de enxerto nas regiões com queimaduras e já foi para casa.
 
Lucenilda Generoso, uma das amigas que está cuidando de dona Maria, conversou com o Rondoniaovivo e pediu ajuda para a idosa.
 
“A ajuda é mais para as medicações, gases, algodão, pomadas e outras coisas que ela precisa no momento, que são caras. Depois do enxerto são cuidados maiores que precisa, principalmente por ser idosa. Qualquer ajuda é bem-vinda”.
 
Devido à dificuldade no acesso a casa de dona Maria e também a falta de contato, Lucenilda informou o endereço dela para quem quiser fazer ajudas: rua Marcelina, 369, bairro Airton Sena, zona Leste de Porto Velho. 
 
Quem quiser maiores informações, pode entrar em contato através do número (69) 99920-9057 e falar com Lucenilda. 
 
Riscos e cuidados
 
A soda cáustica é comumente usada para desentupir pias, mas é um dos principais ingredientes para a fabricação de sabão. Segundo especialistas, se manuseada de maneira incorreta e sem a proteção devida, pode ser fatal para a pele e ao organismo.
 
O produto químico é registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como um "saneante corrosivo".
 
Em caso de contato com a soda cáustica, lavar o local atingido pelo produto por 20 minutos em água contínua, em média, é imprescindível. O intuito é eliminar todo e qualquer resíduo da soda cáustica.
 
Quando a soda cáustica entra em contato com os olhos, por exemplo, é importante que a pessoa olhe para todos os lados possíveis durante a lavagem, a fim de garantir a eliminação do tóxico. Após isso, deve seguir imediatamente a um pronto socorro.
Direito ao esquecimento

O senador Marcos Rogério defendeu o pastor Milton Ribeiro, preso pela Polícia Federal. Qual a sua opinião?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS