NA BR-364: Sindipetro diz que vai acionar a Justiça para passagem de caminhões-tanque em RO

Bases de Porto Velho são responsáveis pelo abastecimento de todos os municípios rondonienses, Estado do Acre e norte do Mato Grosso

NA BR-364: Sindipetro diz que vai acionar a Justiça para passagem de caminhões-tanque em RO

Foto: Ilustrativa | Caminhão-tanque

O Sindicato dos Postos Revendedores de Rondônia (Sindipetro) confirmou ao Rondoniaovivo nesta quinta-feira (9), que irá entrar com uma liminar na justiça, para liberar o tráfego de caminhões tanques nas rodovias federais do Estado.
 
De acordo com o Secretário Executivo do Sindipetro, Eduardo Valente, “combustível é um produto essencial e deve ser entregue a população”.
 
As bases de Porto Velho, ao longo da Estrada do Belmont, são responsáveis por abastecer todo o Estado de Rondônia, além do Acre e o norte do Mato Grosso. 
 
Segundo Eduardo Valente, não há risco de desabastecimento dos combustíveis na capital, mas nos municípios do interior de Rondônia e nos outros estados que dependem de Porto Velho, a situação preocupa.
 
O combustível de Rondônia vem de Manaus (AM) e chega através das balsas pelo rio Madeira. O sindicato não identificou lentidão no tráfego das embarcações.
 
O secretário garantiu que as bases ao longo da Estrada do Belmont estão cheias. 
 
Bloqueios na BR-364
 
 
Nestes três pontos de bloqueios, só podem seguir destino carros particulares, de emergência, ônibus interestaduais e cargas perecíveis. Carretas carregadas de produtos não perecíveis, não conseguirão ultrapassar o bloqueio, segundo informou a organização da manifestação.
 
Os manifestantes protestam em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Eles reforçam o pedido do chefe de estado, para destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS