DIA DO VETERINÁRIO: Sedam destaca importância do profissional para proteção ao meio ambiente

Profissionais atuam em fiscalizações em todo o Estado de Rondônia

 DIA DO VETERINÁRIO: Sedam destaca importância do profissional para proteção ao meio ambiente

Foto: Divulgação

O Dia do Médico Veterinário, ou Dia do Veterinário, é comemorado em 9 de setembro desde de  1933, quando o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, assinava o Decreto Lei nº 23.133, que regularizava a profissão e o ensino da medicina veterinária no país.
 
Para marcar a data, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), homenageia os profissionais veterinários que se dedicam ao trabalho de proteção e cuidado com os animais.
 
Na vida selvagem, estes profissionais promovem a saúde e o bem-estar dos animais silvestres e reforça a importância da preservação da fauna brasileira para o desenvolvimento sustentável do planeta e da floresta Amazônica.
 
Os veterinários atuam, de forma maciça, dentro do sistema ambiental, ao passo que, a permanência deste profissional vem sendo cada vez mais necessária no desenvolvimento sustentável, atendendo às normativas pertinentes à sua atividade profissional, se destacando principalmente por meio da fiscalização e resgate dos animais silvestres.
 
Com campo de atuação diversificado, eles podem trabalhar no ramo da proteção ambiental, biodiversidade e de doenças. São fiscais e gestores ambientais em áreas ligadas ao desenvolvimento sustentável e atuam junto com os biólogos para que o bem-estar do animal selvagem seja uma meta contínua.
 
Com este propósito, os médicos veterinários também possuem um papel fundamental na Sedam, inserindo-se em diferentes atividades como a avaliação de impacto ambiental e gestão dos recursos naturais para evitar os seus efeitos sobre as populações animais e humanos (desenvolvimento sustentável e ecológico);  fiscalização zoosanitária em imóveis comerciais ou residenciais, na identificação de riscos ambientais e à saúde, entre outros ramos.
 
A contribuição nesta área dá oportunidade de trabalharem diretamente com o resgate e proteção de animais ameaçados de extinção ou pelas ações do homem.
 
 
Veterinária servidora da Sedam participa do resgate de animais durante ação ambiental
 
“Podemos atuar fiscalizando empreendimentos que possam causar poluição por derramamento de substâncias nocivas ao meio ambiente, por exemplo, vindo a prejudicar ecossistemas e também o homem”, afirma a médica veterinária da Sedam, Márcia Gomes da Silva de Oliveira, que atua no Escritório Regional de Gestão Ambiental em Ji-Paraná.
 
A servidora destaca a importância do trabalho realizado na área ambiental e o exercício da medicina veterinária, em todas as suas áreas de atuação, contextualizado com o meio ambiente natural e social, além de frisar o quanto é necessário formar profissionais aptos às demandas sociais e ambientais, que tenham um olhar consciente sobre a degradação da biodiversidade e dos animais que são explorados pelo homem.
 
“Nesta data, quero parabenizar a todos os colegas de profissão, principalmente porque o médico veterinário é parte fundamental da chamada ‘One Health’, que quer dizer saúde única. Sem a saúde dos animais e meio ambiente, não há saúde para o homem”, disse a profissional.
 
Ainda, os veterinários lotados na Sedam são indispensável na atuação de combate ao contrabando e à caça ilegal de animais, principalmente no defeso que é o período em que os peixes se reproduzem e que a pesca é proibida. 
 
PROFISSIONAIS  EM AÇÃO
 
Além dos profissionais da Sedam, Rondônia ainda tem veterinários na linha de frente da  Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), da Agência de Defesa Agrosilvopastoril (Idaron) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater), com a missão de orientar e servir aos produtores rurais em suas demandas no campo.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS