COM MINISTÉRIO DA ECONOMIA: Atuação do Sindsef frente demandas da transposição é ressaltada em reunião

O Secretário assegurou que haverá uma análise do enquadramento desses servidores no nível auxiliar e se constatado algum erro, este será corrigido

COM MINISTÉRIO DA ECONOMIA: Atuação do Sindsef frente demandas da transposição é ressaltada em reunião

Foto: Divulgação

Lideranças sindicais de Rondônia, dentre elas, do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef/RO,  deputados federais e assessores parlamentares participaram de reunião com os novos secretários do Ministério da Economia, Caio Mário Andrade (Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital) e Leonardo Sultani (Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal) realizada virtualmente na tarde de quarta-feira (4/8) e mediada pelo deputado federal Mauro Nazif, para tratar sobre a pauta da transposição dos servidores do ex-Território de Rondônia.
 
Na oportunidade o deputado federal Léo Moraes ressaltou o empenho do Sindsef/RO em buscar solução para a reabertura do prazo para os professores optarem para a carreira de EBTT (Ensino, Básico, Técnico e Tecnológico) e também de outras demandas pendentes nos processos de transposição e dos servidores transpostos.
 
NANI
 
Na oportunidade, o diretor da Secretaria de ex-Território do Sindsef/RO,  Francisco Torres, questionou a falta de uma solução efetiva para a correção de enquadramento de Nível Auxiliar (NA)  para  Nível Intermediário (NI) e também dos servidores aposentados que não tiveram seus processos julgados pelo Tribunal de Contas da União.
 
Em resposta aos questionamentos, Leonardo Sultani afirmou que a situação dos servidores enquadrados como Nível Auxiliar (NA) deverá ser analisada para saber os motivos pelos quais ainda não foi feita a revisão de enquadramento. Porém, segundo o secretário, tal análise não significa que será feito o reenquadramento.
 
Mas o Secretário assegurou que haverá uma análise do enquadramento desses servidores no nível auxiliar e se constatado algum erro, este será corrigido.
 
AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
 
Quanto à falta de avaliação de desempenho dos servidores transpostos, necessária para pagamento de gratificação e incorporação na aposentadoria, o secretário Leonardo Sutani informou que a questão será encaminhada para o Departamento de Centralização de Serviços de Inativos, Pensionistas e Órgãos extintos (Decipex) analisar a viabilidade da regulamentação.
 
APOSENTADOS
 
Sultani apresentou uma boa notícia para os aposentados e pensionistas e informou que está em fase de finalização na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN, a minuta do Termo de Cooperação Técnica (convênio) entre a União e o Governo Estado de Rondônia que trata do encaminhamento do processo aposentadoria/ pensão dos servidores que estão pleiteando a transposição. Segundo Sutani, a estimativa é que em duas semanas, a situação esteja concluída, encerrando a necessidade dos servidores aposentados e pensionistas terem que autenticar documentos para envio à CEEXT.
 
Servidores aposentados e pensionistas não precisam se preocupar, podendo desconsiderar o prazo estabelecido na notificação para encaminhamento do processo, pois devido a estas tratativas de convenio, o prazo encontra-se suspenso”, orientou o secretário de Ex-Território do Sindsef/RO, Francisco Torres.
 
ACORDO DE COOPERAÇAO TÉCNICA UNIÃO X GOVERNO DO ESTADO
 
Diante dessa fala, o secretário de Ex-Território do Sindsef/RO, Francisco Torres orienta aos servidores aposentados e pensionistas que não precisam se preocupar com a apresentação dos documentos de aposentadoria, pois o prazo estabelecido na notificação para encaminhamento do processo, encontra-se suspenso devido a estas tratativas de convênio”.  No entanto, ressalta, que permanece correndo prazo para entrega de outros documentos solicitados na relação.
 
ARTIGO 29
 
Sobre os servidores da SEPLAN que esperam o enquadramento na carreira de planejamento e orçamento, o Secretário esclareceu que os próprios servidores solicitaram alteração da portaria que regulamenta o enquadramento. Diante desse pedido a Secretaria encaminhou uma nota técnica a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional para nova análise.
 
Sultani destacou que a Secretária já solicitou celeridade na manifestação da PGFN e está  aguardando o referido posicionamento com previsão de conclusão da analise para os próximos 20 dias. A expectativa é que a resposta da PGFN chegue em breve.
 
EMPRESAS PÚBLICAS
 
Quanto ao direito das empresas públicas e sociedades de economia mista houve vários depoimentos de funcionários, que argumentaram sobre a exigência de que os ex-funcionários tenham vínculo até hoje para ter direito ao enquadramento. O Secretário se comprometeu a analisar cada caso e em outra oportunidade apresentar uma resposta, até porque há pareceres jurídicos sobre o direito dos trabalhadores das empresas públicas e sociedades de economia mista de Rondônia.
 
CEEXT SOB NOVA ORGANIZAÇÃO
 
Leonardo Sultani informou ainda que a CEEXT passará mudanças na Presidência e houve determinação para a realização de um levantamento de todos os processos com classificação por assunto, por estado e causas, de forma a obter maior efetividade na análise dos processos, sendo que estimou que a partir setembro poderá apresentar de forma quantitativa a real situação dos processos pendentes.
 
Segundo o Secretário, o relatório gerencial com os dados reais dos processos que se encontram na Comissão dará condições de avaliação do avanço para cada categoria. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS