NEGÓCIOS: Basa firma protocolo para R$ 500 milhões em créditos em Porto Velho

Superintendente do banco se reuniu com o prefeito Hildon Chaves e prometeu investimentos para fortalecer o município

NEGÓCIOS: Basa firma protocolo para R$ 500 milhões em créditos em Porto Velho

Foto: Divulgação

As oportunidades de crédito para empreendedores foram a pauta principal de uma reunião que o prefeito Hildon Chaves manteve com o superintendente do Banco da Amazônia (Basa) em Rondônia, Diego Brito Campos. Ao final do encontro foi assinado um protocolo de intenções, em que a instituição bancária se compromete em disponibilizar, ainda neste ano, R$ 508 milhões para atender a demanda dos negócios na capital.
 
O dinheiro será direcionado para microcrédito, agricultura, indústria, comércio e serviços, entre outros projetos.
 
Para o prefeito, Hildon Chaves, esta é uma ótima notícia para o pequeno e grande empreendedor. “Vai contribuir de forma direta para a geração de emprego e renda, e no desenvolvimento da capital”, disse.
 
Hildon agradeceu ao superintendente do Basa pelo compromisso demonstrado com a capital.
 
Neste encontro também debatemos o fortalecimento dos negócios locais. Novas parcerias serão criadas”, anunciou. Ele destacou também que serão acionados projetos que atendam as demandas do turismo e agricultura, além da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho (ADPVH).
 
COMPROMISSO
 
Prefeito lembrou que em 2020 a instituição aplicou mais de R$ 290 bilhões em crédito
Prefeito lembrou que em 2020 a instituição aplicou mais de R$ 290 bilhões em crédito
 
O superintendente Diego Brito Campos disse que a instituição trabalha com uma nova imagem institucional. “Queremos ser reconhecidos como um banco que ajuda a sociedade, que é parceiro da prefeitura e visa a sustentabilidade. Isso faz parte da nossa visão, que é desenvolver créditos sustentáveis e lucrativos”, afirmou Campos.
 
Ele destacou ainda que há um compromisso da instituição bancária em ampliar o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) para alavancar ainda mais a aplicação de crédito no setor primário, em especial na agricultura familiar.
 
ACESSO
 
A proposta, de acordo com o prefeito, é que, num curto e médio prazo, haja capacitação dos atores da agricultura familiar visando a preparação e profissionalização da linha de produção para que tenha melhor acesso ao crédito. “O Basa tem um elo com o desenvolvimento e o progresso do nosso estado e da nossa capital”, finalizou.
 
REGISTROS
 
Também participaram da reunião o secretário-adjunto de Governo (SGG), Devanildo Santa; o secretário-adjunto de Fazenda e de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur), Gustavo Nobre de Azevedo; o secretário da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), João Altair Caetano dos Santos e o subsecretário de Finanças e Contabilidade, João Fernando Erpen, além de Guilherme Gonzalez, da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho (ADPVH). Gerentes das três agências do Basa em Porto Velho também estavam presentes.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS