SEM EREÇÃO: Novo coronavírus pode infectar o tecido do pênis e contribuir para a disfunção erétil

Para chegar a esta conclusão, os investigadores observaram a diferença na composição dos tecidos entre os homens que contraíram a doença e os que não a contraíram.

SEM EREÇÃO: Novo coronavírus pode infectar o tecido do pênis e contribuir para a disfunção erétil

Foto: Divulgação

De acordo com um novo estudo, publicado no World Journal of Men's Health e divulgado pela Sky News, o novo coronavírus pode infectar o tecido do pênis e potencialmente contribuir para a disfunção erétil.
 
Para chegar a esta conclusão, os investigadores observaram a diferença na composição dos tecidos entre os homens que contraíram a doença e os que não a contraíram.
 
Em suma, a Covid-19 pode causar danos aos vasos sanguíneos, que por sua vez podem danificar partes do corpo, incluindo o tecido esponjoso do pênis.
 
Segundo o professor associado e diretor do programa de urologia reprodutiva da Escola de Medicina Miller da Universidade de Miami, Ranjith Ramasamy, que liderou o estudo, a disfunção erétil "pode ​​ser um efeito adverso do vírus".
 
O estudo concentrou-se em quatro homens em cirurgia de prótese peniana para disfunção erétil. Dois tiveram Covid-19 e ou outros dois não. Todos tinham idades entre 65 e 71 anos. Os primeiros foram infectados seis e oito meses antes das observações, um deles internado e o outro não. Nenhum tinha histórico de disfunção erétil.
 
Foram encontrados vestígios do vírus no tecido do pênis dos dois homens que contraíram a doença.
 
Estudos futuros serão necessários para validar os efeitos do vírus na função sexual
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS