ASSISTÊNCIA SOCIAL: Prefeito assina ordem de serviço para reformas de Centros de Referência

Os investimentos destinados aos serviços totalizam R$ 645 mil e são oriundos dos cofres municipais

ASSISTÊNCIA SOCIAL:  Prefeito assina ordem de serviço para reformas de Centros de Referência

Foto: Divulgação

O prefeito Hildon Chaves assinou, na segunda-feira (3), três ordens de serviço para as reformas de Centros de Referência da Assistência Social da capital. As obras contribuirão para que os atendimentos sejam ampliados nestas unidades.
 
Serão investidos mais de R$ 645 mil na reforma das duas unidades do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), no bairro Agenor de Carvalho, e do Centro Referência de Assistência Social (CRAS) Dona Cotinha, na zona Sul de Porto Velho.
 
Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), os CRAS e o Creas são de grande relevância para o município, uma vez que neles são realizadas as ações de prevenção e combate às vulnerabilidades sociais, principalmente neste momento, quando a pandemia afeta tantas pessoas.
 
“Entregaremos um espaço com mais dignidade para o cidadão e os servidores em um momento em que a assistência social torna-se ainda mais necessária”, disse Claudi Rocha, secretário Semasf.
 
Durante a assinatura das ordens de serviço, o prefeito Hildon Chaves lembrou que o serviço social, muitas vezes, é a última porta em que o cidadão vulnerável bate, e justificou os investimentos que vão permitir que a Prefeitura atenda mais pessoas.
 
“Em gestões anteriores, nós não tínhamos histórico, dados e ações efetivas para a área de assistência social. Hoje, é um trabalho feito por pessoas que gostam de pessoas, garantindo que as políticas públicas cheguem a quem mais necessita”, destacou o prefeito.
 
Ele destacou ainda que será ampliada a cobertura e a execução de políticas públicas tão importante para uma parcela enorme da sociedade que depende deste acolhimento.
 
ECONOMIA
 
Os R$ 645 mil que serão investidos nas obras serão divididos da seguinte forma:
- R$ 216.222,20 para o Creas MSema (Agenor M. de Carvalho)
 
- R$ 210.937, 91 para o Creas PAEFI (Agenor M. de Carvalho)
 
- R$ 218.328,86 para o CRAS Dona Cotinha (zona Sul)
 
CRAS e CREAS
 
Os Centros Referência de Assistência Social são responsáveis pela prevenção de situações de vulnerabilidade social e risco aos moradores. Já os Centros de Referência Especializado de Assistência Social tratam das consequências e acompanham as famílias e indivíduos que já tiveram seus direitos violados.
 
O Município conta com seis unidades do CRAS, uma em cada zona de Porto Velho, além de uma unidade no distrito de Jacy-Paraná. Os Creas são dois: Creas PAEFI, de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos, local em que se insere também o Plantão Social, que atende 24 horas, e o Creas MSema, com foco nas Medidas Socioeducativas em Meio Aberto.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS