ORGULHO: Alunos do Colégio Major Guapindaia se destacam nas provas do Enem

Uma equipe de professores focadas no Enem e trabalhando em sintonia foi a receita para o sucesso dos estudantes dessa escola pública da capital

ORGULHO: Alunos do Colégio Major Guapindaia se destacam nas provas do Enem

Foto: Divulgação

 

Alunos sem aula presencial. Dificuldades de acesso à internet. Medo de contrair covid-19. Isolamento dos amigos. Essa é a situação de muitos alunos em todo país, mas as coisas ficam ainda mais difíceis para aqueles que tiveram que se preparar para as provas do último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado nos meses de janeiro e fevereiro de 2021.

 
No entanto, um grupo de alunos conseguiu superar todas essas barreiras colocou em destaque a Escola Estadual de Ensino Médio Major Guapindaia, localizada no bairro São João Bosco, em Porto Velho. 
 
Esses estudantes alcançaram as melhores médias de pontuações em redação do Enem, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pelo certame, aplicado nacionalmente.
 
Na direção da escola, que reúne 1300 estudantes, está o professor Célio Leandro da Silva. Ele contou que cerca de 400 alunos do estabelecimento participaram das provas do Enem, que envolveu um grande esforço por parte de todos nesse momento de pandemia.
 
Mesmo no ensino virtual tentamos manter um ritmo de preparação direcionado. Isso inclui aulas específicas aos finais de semana, simulados e trabalhos voltados para o material Revisa/Enem que todos estudantes receberam, é um material apostilado moderno além da plataforma do acompanhamento”, declarou.
 
 
Redação Nota 1000
 
Sobre as excelentes notas nas redações alcançadas pelos alunos da Escola Major Guapindaia, ele contou que uma parte considerável desse sucesso se deve ao projeto específico de redação, o Redação Nota 1000. Nele, o estudante trabalha as técnicas e produção de textos durante o ano todo, e com metas de produção. Isso, afirma, facilita muito na hora das provas.
 
“O nosso terceiro ano é voltado para o Enem. Temos horário diferenciado; aulas a mais em todas as disciplinas e fazemos divisão de frentes de estudos. Temos uma equipe muito boa e preparada. Linguagens, por exemplo, temos 3 professoras e todas as demais disciplinas são divididas, pois, assim facilita a aprendizagem. Esse nosso trabalho e empenho, fez com que obtivéssemos a maior nota de redação entre pública e privada”, declarou.
 
O diretor da escola, Célio Silva, atribui parte desse bom resultado no Enem ao apoio do secretário estadual de Educação, Suamy Lacerda
 
 
Uma das razões do sucesso dos alunos da Escola Major Guapindaia, se deve ao trabalho que a Secretaria Estadual de Educação, através do secretário Suamy Lacerda Abreu, onde o foco foi dar condições física e pedagógicas às escolas. Isso provou que investir em educação sempre dá bons resultados. 
 
 
Garçon
 
Alisson Gabriel Lima da Costa, 18 anos, é um dos alunos da escola Major Guapindaia, que conseguiu uma excelente nota na redação do Enem, um belo 860. Para ele, esse resultado se deveu ao treinamento progressivo das redações durante o ano de 2020 e assuntos focados na realidade do momento.
 
 
Allison Gabriel alcançou 860 na redação, mesmo estudando e trabalhando como garçon durante à noite
 
 
As professoras da nossa escola abordavam temas atuais e solicitavam que os alunos entregassem um texto por semana, com o intuito de analisar o desempenho frente as 5 competências.  Além disso, a didática de analisar redações que foram avaliadas com a nota 1000 em outras edições do exame, fez com que tivéssemos uma percepção maior e mais clara, a respeito dos elementos que são abordados nas estruturas macro e micro do texto dissertativo argumentativo. Eu também assistia bons documentários históricos, filmes e séries que abordavam temas socioculturais. Pois, a problemática do Enem é baseada em cima desses assuntos”, declarou.
 
 
Mas para chegar a esse sucesso no Enem, Alisson precisou muito controle para superar outras barreiras, que vão além das provas. “Durante o ano de 2019 e 2020 eu trabalhava e estudava durante o dia, tarde e noite! Fazia estágio durante a manhã, estudava durante a tarde e à noite trabalhava como garçom. No ano de 2021 apenas trabalho e estou aguardando o Sisu para entrar numa faculdade”, disse esperançoso.
 
Esforço
 
 
Outro aluno da Escola Major Guapindaia, Victor Hugo Spolito de França, 18 anos, que conseguiu uma ótima nota na redação do Enem. Ele atribui os 980 pontos a preparação que recebeu e a vontade de vencer.
 
 
Victor Hugo França alcançou 980 pontos, ele lembrou de todo o apoio que teve por parte dos professores para superar as dificuldades na preparação
 
 
“Foi baseado no cronograma escolar do Major Guapindaia e ao meu esforço individual, visto que reforçava os conteúdos aprendidos na escola por meio da internet, com cursos on-line e o YouTube. Além, de ter algumas redações corrigidas pela nossa professora de redação, Djannine. Ademais, já havia feito o Enem duas vezes antes de 2021, pois eu fiz esse exame desde que entrei no ensino médio, com intuito de pegar experiência para obter um bom desempenho posteriormente”, contou.
 
Victor disse que uma das dificuldades que enfrentou durante a preparação para as provas foi o fato de não poder sair de casa para praticar esportes, devido a pandemia. Ele ressaltou que teve um grande apoio por parte dos professores para superar essas dificuldades.
 
“Ficar somente em casa é desgastante e foi uma grande dificuldade enfrentada. A escola apoiou bastante e sempre incentivou o progresso dos alunos. Meu recado para quem tá estudando é manter o hábito de estudo e não desanimar, pois o resultado é como a lei da semeadura: Colhemos o que plantamos. Logo, para obter um bom resultado é preciso empenho e dedicação”, declarou.
 
Só estudos
 
A também aluna da Escola Major Guapindaia, que também está dando orgulho aos familiares e professores da instituição, é Fernanda Letícia Queiroz da Rocha, 17 anos, que tirou 800 na redação do Enem 2020.
 
A estudante Letícia Queiroz, conseguiu 800 pontos na redação, ela contou que para alcançar esse resultado teve que estudar e esquecer a vida social
 
 
Mas para alcançar essa nota, a estudante contou que focou nos estudos, preenchendo os dias debruçadas nos livros, cadernos e nas aulas online e, também devido a pandemia, deixou de lado a socialização com os amigos. 
 
Assistia às aulas de manhã, revisava de tarde e estudava no cursinho à noite. Tive que me adaptar ao ensino remoto. Contei com o apoio técnico pedagógico da escola, onde o terceirão desenvolveu conhecimentos e estratégias para o Enem. Para quem pretende participar do Enem, eu digo para estudem muito. Se puderem, façam cursinho e esqueçam vida social. Para alcançar o sucesso, temos que fazer algumas renúncias e, no final, tudo valerá a pena”, finalizou.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS