SAÚDE: Blueinfo tem atualizações sobre atenção primária e pode ser acessada pelo celular

O app é referência no mercado internacional e foi modernizado em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS)

SAÚDE: Blueinfo tem atualizações sobre atenção primária e pode ser acessada pelo celular

Foto: ILUSTRATIVA

 

 

Pesquisadores, gestores, profissionais de saúde e o público em geral do Brasil e de todo o mundo terão à mão uma biblioteca virtual atualizada de medicina com os principais materiais científicos sobre Atenção Primária.
 
O Ministério da Saúde entrega, nesta terça-feira (30), a versão 2.0 do aplicativo e-BlueInfo, que trará informações reunidas por temáticas, o que facilita a busca pelo conteúdo produzido pela pasta no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O app é referência no mercado internacional e foi modernizado em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS). 
 
O lançamento será às 14h, via Zoom, e contará com a presença de autoridades das entidades envolvidas no projeto. “A aposta em tecnologias da informação é uma importante frente para construir um SUS mais qualificado.
 
Também investimos fortemente em capacitação dos profissionais de saúde para que a melhoria da assistência reverbere nos índices de saúde da população. Esse aplicativo mostra que a gestão do Governo do Brasil extrapola o campo das políticas em saúde e trabalha com a intersetorialidade estratégica”, afirma Raphael Parente, secretário de Atenção Primária à Saúde da pasta.   
 
Desenvolvido pelo Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme), a tecnologia contempla uma base de dados bibliográficos e reúne informação científica e técnica em saúde produzida na América Latina e Caribe.
 
O aplicativo amplia o acesso à informação, sem contar a praticidade para os trabalhadores e gestores da saúde para fazer pesquisa aos documentos técnicos produzidos pelo Ministério da Saúde.   
 
Com a informação sempre na palma da mão, o e-BlueInfo oferece ao profissional maior agilidade ao consultar as obras onde quer que ele esteja.
 
“Como médico, vejo a importância de sempre me atualizar com as mais novas evidências científicas. Não seria diferente em nossa gestão, que busca investir também em ações de capacitação e melhoria da assistência por meio de conhecimento técnico”, reforça o secretário.  
 
Países como El Salvador, Guatemala e Peru já aderiram à tecnologia, uma iniciativa da OPAS, que tem ajudado a consolidar grandes avanços nas ciências da saúde.   
 
O aplicativo e-BlueInfo pode ser usado em tablet, notebook, computador ou aparelho de telefonia móvel (celular). A ferramenta está disponível nas lojas virtuais da Apple, Google e Android.   
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS