BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

UNIÃO: Governo reforça parceria com prefeituras para enfrentamento à pandemia

A intenção é alinhar ações e estratégias para o enfrentamento ao coronavírus causada pelo aumento de casos no Estado

ASSESSORIA

07 de Janeiro de 2021 às 14:20

Foto: Divulgação

O Governo de Rondônia, por meio da Casa Civil se reuniu nesta quarta-feira (6), através de videoconferência, com prefeitos e representantes do Comitê Interinstitucional de Prevenção, Verificação e Monitoramento dos Impactos da Covid-19, para reforçar a aplicação das medidas adotadas no Estado de enfrentamento ao coronavírus, e esclarecer aos prefeitos eleitos no último pleito a atual situação da pandemia em Rondônia, levando em consideração o aumento de casos da doença no Estado.
 
“Estamos em um estágio em que o comportamento psicológico social das pessoas está diferente da época em que a pandemia iniciou. Muitos estão com a sensação de normalidade ou seja, já convivemos tanto com o vírus e com as perdas que isto já está ficando comum”, desabafa o secretário-chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves.
 
“O que agrava a situação é que as pessoas agora perderam o medo, tiram a máscara, usam pouco álcool em gel e até dão beijinhos, então a onda está tão intensa quanto a primeira”, alertou Fernando Máximo, titular da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).
 
Foi apresentado uma nova reclassificação não oficial de fases para os municípios
 
Dentro do planejamento de combate à doença  para os próximos dias, uma nova reclassificação não oficial de fases para os municípios foi apresentada a fim de que os prefeitos adotem as medidas de controle em seus municípios.
 
A fiscalização maciça em bares e demais estabelecimentos de eventos, já prevista em decretos anteriores, é outro método a ser reforçado nas próximas semanas.
 
Para o secretário Fernando Máximo, a colaboração dos prefeitos é fundamental para que o plano de controle da pandemia permita novas progressões em janeiro e nos demais meses do ano.
 
“Nós temos 1.8% de letalidade. É uma das menores do Brasil, apesar de termos perdido 1.855 rondonienses, a letalidade em Rondônia é muito menor que a do Mato Grosso, Amazonas e Acre, que são nossos vizinhos. Somos o Estado da região Norte que mais criou leitos de UTI específicos para Covid-19.  Rondônia é também o primeiro Estado do Brasil em transparência disparado, foi o que mais fez exames, e nosso hospital de campanha é também referência nacional. Conseguimos fazer isso tudo com a união, e sabemos que neste momento é fundamental estarmos unidos e estamos aqui para nos colocar a disposição dos 52 municípios”, enfatizou Máximo.
 
O representante da Associação Rondoniense de Municípios (Arom), Arismar Araújo de Lima disse estar preocupado com o aumento dos casos de Covid-19 e dos prognósticos destacados em reunião.
 
“Quero dizer que os municípios estarão unidos, tenho plena certeza disso, para que a gente possa implementar as melhores medidas possíveis para fazer frente à pandemia, contem conosco”, afirmou.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS