BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VERGONHA - Documento que autorizou diárias ao presidente do IPEM teve assinatura da chefe de gabinete falsificada

Acontece que logo após a divulgação da matéria, familiares de Dayana Campos entraram em contato e afirmaram com total veemência que a assinatura contida no documento que autorizava as diárias não era de Dayana, tratava-se de uma grosseira falsificação.

Da Redação

02 de Dezembro de 2011 às 11:07

Foto: Divulgação

 
De acordo com o marido de Dayana Campos, a assinatura contida no documento teria sido falsificada.
Como se já não fosse suficiente as recentes acusações de corrupção e farra com o erário que permeiam a administração estadual, mais uma denuncia daquelas de causar vergonha alheia foi passada a reportagem do jornal eletrônico Rondoniaovivo.
Nesta ultima quinta-feira (1) foi publicada a matéria intitulada “NOVA RONDÔNIA - Presidente e assessor do IPEM recebem diárias para festa de formatura em Rolim de Moura”, a reportagem consistia em uma denuncia de que o presidente do IPEM/RO (Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia),Osni Ortiz, havia recebido pagamento de três diárias para realizar atividades de cunho pessoal, a autorização de pagamento teria sido solicitada pela chefe de gabinete do instituto, Dayana Campos Valadares.
Acontece que logo após a divulgação da matéria, familiares de Dayana Campos entraram em contato e afirmaram com total veemência que a assinatura contida no documento (Confira abaixo) que autorizava as diárias não era de Dayana, tratava-se de uma grosseira falsificação.
Entres os familiares da chefe de gabinete que alegaram a falsificação está o seu marido que através da rede virtual de relação social, Facebook, afirmou “Dayana Valadares é minha esposa. Ela trabalhou alguns meses no Ipem, mas essa não é sua assinatura”, após ser questionado se a informação poderia ser divulgada à sociedade o marido respondeu “... minha esposa pretende amanhã buscar sua firma reconhecida em cartório e cópia de outros documentos e memorandos que assinou quando chefe de gabinete do Ipem, para levar à delegacia e registrar um BO. Sua assinatura não é nem parecida com essa aí”, finalizou.
Caso seja comprovada a falsificação caberá ao executivo estadual investigar, desmascarar e punir o responsável por tal crime. Recentemente o governador de Rondônia, Confúcio Moura afirmou em seu blog oficial que essas seriam as prioridades de seu governo.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS