BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DPE/DESPEDIDA - Carlos Biazi afirma que defensores estão unidos em defesa da instituição

DPE/DESPEDIDA - Carlos Biazi afirma que defensores estão unidos em defesa da instituição

Da Redação

27 de Maio de 2011 às 16:25

Foto: Divulgação


O Defensor Público-Geral, Carlos Biazi (D),junto com a defensora empossada, Maríllya Reis e o Subdefensor, José Oliveira de Andrade (E).
A solenidade de posse da defensora pública Maríllya Gondim Reis, nesta sexta-feira (27) pela manhã, no auditório da Defensoria Pública ( DPE), foi marcada também pela despedida do Defensor Público-Geral do Estado, Carlos Biazi, que encerra seu mandato na próxima segunda-feira(30),depois de dois anos à frente da instituição. A defensora empossada é de Recife e foi aprovada no concurso realizado em outubro passado.

Em seu discurso, Carlos Biazi parabenizou a defensora, afirmando que sua força de vontade e seus ideais, característica dos jovens, ajudará a fortalecer a Defensoria. Ele destacou ainda que deixará a instituição de cabeça erguida, graças a educação firme e severa que teve de seus pais. “A vida do homem é marcada por aquilo que ele escreve”, observou, citando que passou momentos difíceis nesses dois anos de administração. “Mas, na maior parte do tempo foi gratificante gerir a instituição”.

Essa alegria, segundo ele, se deve aos inúmeros avanços obtidos pelo órgão nos últimos anos, especialmente no que se refere à independência financeira, acarretando melhorias na infra-estrutura, mais investimentos em recursos humanos e aumento no número de atendimentos- o ano de 2010 fechou com cerca de 400 mil pessoas atendidas no estado, apesar da DPE contar com apenas 43 defensores.

“Nossa meta”, disse o Defensor Geral, “ é trabalharmos para que a Defensoria obtenha mais espaço e respeito junto à sociedade para que a nossa instituição seja reconhecida pela nobreza e ética em suas ações”. Ele completou dizendo que não tem dúvida de que dentro de um curto espaço de tempo a DPE será alavancada ao nível e patamar “que nos é de direito”.

O Defensor Público-Geral agradeceu os servidores e os amigos defensores que sempre estiveram ao seu lado nos momentos de dificuldades. Dirigindo-se em especial ao Subdefensor Geral, José Oliveira de Andrade, frisou que este poderá contar sempre com um amigo para sair em sua defesa. “Algumas pessoas ficam marcadas em nossos corações e você é um delas”, revelou.

Carlos Biazi concluiu seu discurso lembrando o ditado popular: “Enquanto os cães ladram, a caravana passa”, uma referência direta aos que querem macular a imagem do órgão. Biazi disse ainda que a Defensoria, como instituição, sabe aonde quer chegar e “não vamos abrir mão disso”. Por fim, declarou que os defensores estão unidos para exigir que a Defensoria seja respeitada; seja vista como órgão independente e harmônico, como determina a lei.

Participaram da mesa de abertura da solenidade, o Subdefensor José Oliveira de Andrade, o Corregedor Geral, Antônio Fontoura, o presidente da Associação dos Membros Defensoria Pública de Rondônia (Amdepror), defensor José Messias e os membros do egrégio Colégio de Defensores Públicos-Telma Regina de Souza, Vanilda Estevão da Silva R. Contreiras, Hélio Vicente de Matos e Rosária Gonçalves Novais

Maríllya

De família de advogados, a defensora Maríllya, 26 anos, cresceu vendo os pais atuarem em defesa de pessoas carentes. Depois de formada, passou a ajudá-los nesse trabalho. “Eles se ocupavam dos processos mais densos, deixando as causas referentes às pessoas carentes sob a minha responsabilidade”, declarou, afirmando que foi com essa atividade que se apaixonou pela profissão de defensor.

Solteira- o namorado, por enquanto, continuará na cidade natal-, e com uma filha de cinco anos, Maríllya afirmou que será um desafio morar em Rondônia, especialmente por vir de uma família numerosa. “Mas, ao fazer o concurso, já estava preparada para enfrentar mais essa etapa da minha vida, que, certamente, será gratificante”.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS