ESPAÇO ABERTO: Buracos, sujeira, lama e escuridão, Porto Velho volta a ser o que era

ESPAÇO ABERTO: Buracos, sujeira, lama e escuridão, Porto Velho volta a ser o que era

Foto: Divulgação

 

VALIDADE

Quem anda pela cidade se depara com algum tipo de problema. Tirando minguadas exceções em bairros de alta classe, no restante é vergonhoso cruzar.
 
BURAQUEIRA
 
A conversa mole do período de chuva é a desculpa de sempre. O problema é que a manutenção, quando existe, é para enganar bobo.
 
BURAQUEIRA 2 
 
Não vale a pena nem citar a pavimentação fajuta que não resiste nem ao prazo pífio de 90 dias. Aqui na rua Venezuela, quase grudado ao Rondoniaovivo, tivemos um exemplo de “serviço” porco. 
 
VÍDEO: Obras na rua Venezuela voltam um dia após reportagem do Rondoniaovivo
 
BURAQUEIRA 3
 
A pista foi recapada em novembro, refeita em janeiro, e ainda assim tem vários buracos. Alguns em frente à Maternidade Municipal Mãe Esperança, que deveria ter um pavimento reforçado tendo em vista a chegada diária de ambulâncias e carros com gestantes. 
 
 
SUL
 
Na zona Sul, na rua Joaquim Bártolo, bairro Cidade do Lobo, tem uma cratera com quase um metro de profundidade. Este ano, o buraco completa três anos, segundo os moradores do bairro.
 
 
MEDIDA
 
Motoristas e motociclistas desviavam subindo na calçada. Um morador tomou atitude de encher o local, em frente de sua casa, com troncos e tijolos. Um lixo esteticamente, mas a solução para evitar mais danos.
 
 
AGÊNCIA BANCÁRIA
 
Na avenida Jatuarana, em frente ao banco Sicoob, é possível encontrar outro velho conhecido dos clientes do banco. Um buraco que quando chove esconde o perigo.
 
 
 
ACIDENTE
 
Segundo trabalhadores do comércio no entorno da cova, carros já foram danificados no local e uma idosa fraturou o tornozelo ao não perceber a profundidade do buraco.
 
 
AJUDA RECUSADA
 
O banco Sicoob informou que no ano passado procurou a prefeitura para custear a obra de recuperação da via e acabar de vez com o buraco. A Secretaria Municipal de Obras teria proibido o banco de fazer qualquer serviço na via.
 
 
IMUNDICE
 
No centro da cidade, na esquina da rua Miguel Chakian com Afonso Pena, um terreno abandonado virou o novo lixão da região central. As imagens dispensam qualquer comentário. 
 
 
IMUNDICE 2
 
É claro que não é só a prefeitura a culpada. Tem uma vara de chancho  que parece regozijar no meio da sujeira. 
 
 
LESTE
 
Já na zona Leste, na rua Eurico Caruso, no bairro Aponiã, a buraqueira está espalhada em toda a via. Os moradores afirmam que o asfalto novo não tem três anos de vida. 
 
 
OUTRO LADO
 
A assessoria de comunicação da Prefeitura de Porto Velho informou que os locais apontados estão no cronograma de obras do município, que estaria trabalhado nos 4 cantos da cidade com reparos e manutenção desse tipo.
 
Com relação a terrenos baldios, a Semusb pede ajuda da população, com denúncia através dos telefones: 3901-3150 ou 0800 647 1390.
 
 
OPINIÃO
 
Como entende muito bem de Direito, vou dizer que Hildon Chaves é um monocrático na gestão do município. Exceto às secretárias de saúde e Educação, pouco se sabe quem são os outros secretários municipais. Óbvio que eles existem, pois se encontram na folha de pagamento do município.
 
OPINIÃO 2
 
O Secretário de Obras, Diego Lage, por exemplo, é um que eu, e toda a redação do Rondoniaovivo, só conhece por foto na internet.
 
OPINIÃO 3
 
Em duas gestões de Hildon Chaves, Lage nunca se deu o trabalho, sequer, de falar sobre investimentos da prefeitura em obras, imagine então responder sobre alagamentos ou buracos.
 
 
LIDERANÇA 
 
Pela primeira vez, Rondônia está no comando do Colegiado Permanente de Presidentes das Assembleias Legislativas do Brasil, entidade que reúne os chefes dos Legislativos Estaduais de 26 unidades da Federação e mais o da Câmara Distrital (DF), reunindo mais de mil deputados estaduais de todo o país.
 
 
 
SOLENIDADE
 
A posse do presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Alex Redano (Republicanos), como presidente do Colegiado, ocorreu na tarde desta segunda-feira (14), em solenidade no plenário da Casa de Leis, com as presenças do presidente da Unale (União dos Legisladores e Legislativos Estaduais), Lídio Lopes (Patriota/MS), que conduziu a solenidade, e da ex-presidente da Unale, Ivana Bastos (PSD/BA), além de deputados estaduais de outros Estados.
 
DEBATES

 
Redano disse que pretende trazer ao debate temas locais, de interesse de Rondônia, mas também abrir espaço para a discussão de questões dos demais Estados e regiões do país, nas reuniões bimestrais que vão acontecer.
 
 
PONTUAL
 
Citou temas como o agronegócio e a atividade garimpeira, como pautas em comum com a maioria dos Estados, com as suas peculiaridades. "Rondônia tem a pujança econômica e enfrenta dificuldades em desenvolver o agronegócio e também a atividade garimpeira é muito marginalizada. Outro ponto que devemos buscar avançar é no comércio internacional", relatou.
 
ANO PASSADO
 
Redano foi eleito durante a realização da 24ª Conferência Nacional da Unale (União dos Legisladores e Legislativos Estaduais), realizada em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, no final de novembro.
 
 
GRANDIOSIDADE
 
O presidente da Unale, deputado Lidio Lopes (Patriotas-MS) disse que a instituição é a maior união de parlamentares das Américas, com 1.059 parlamentares e 27 Assembleias Legislativas. “Alex Redano foi escolhido para comandar o colegiado de presidentes em 2022. Temos pautas importantes para serem discutidas. A Unale e o colegiado têm importante papel nisso”, destacou.
 
 
OUTRO REPRESENTANTE DO ESTADO
 
O secretário da Unale para Rondônia, deputado Dr. Neidson (PNM), disse ser uma honra para o Estado ter o deputado Alex Redano como presidente do colegiado dos presidentes. O parlamentar destacou, também, que vários assuntos do País, de suma importância para a Região Norte, poderão ser trabalhados.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

E M M M de Barros

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS