ESPAÇO ABERTO: Bolsonaro deve repetir desempenho de 2018 em Rondônia

ESPAÇO ABERTO: Bolsonaro deve repetir desempenho de 2018  em Rondônia

Foto: Ilustrativa

CONSTATAÇÃO
 
Viajando pelo interior de Rondônia a impressão que se tem é que nosso estado vive um cenário econômico completamente diferente do Brasil como um todo. Adesivos, bandeiras, outdoors e faixas indicam que Jair Bolsonaro ainda parece ser a opção eleitoral para Presidente em 2022.
 
PARADOXAL
 
Até mesmo caminhões boiadeiros que são aqui do estado estampam algum indicativo de que Bolsonaro pode (se  não repetir ou aumentar) chegar perto da preferência do eleitorado que o elegeu nos 52 municípios. 
 
PARADOXAL 2
 
72,18% dos votos válidos em Rondônia foram para o Messias. Decisão inquestionável de que os rondonienses viram nele a melhor opção entre os presidenciáveis de 2018. É justamente a decisão dessa maioria que confunde. Vou explicar.
 
PARADOXAL 3
 
Somente no trajeto entre Porto Velho e Vilhena, no Sul do Estado, é possível ver pelos menos uns 5 outdoor com a foto de Bolsonaro afirmando que democracia é respeitar a decisão da urnas. Concordo 200%. 
 
OPÇÃO
 
Se fosse diferente, o nobre Jair Messias teria corrido o risco de ganhar e não levar. Mas levou, o que vale é o voto e não capacidade cognitiva de quem quer que seja o postulante ao cargo máximo da política no País.
 
AMOR
 
Voltando a falar sobre economia, o cenário que se vê pelo interior é de muita paixão, um sentimento que não tá nem aí para a capacidade financeira dos enamorados. É Brasil acima de tudo e ponto final.
 
PREÇOS
 
Duvido se entre os amoriscados tem alguém ligando para preço de gasolina, óleo diesel, gás de cozinha, carne, entre tantos outros produtos que já fazem a inflação passar dos 8% ao mês. Como dizia Gilson: “uma casinha de sape, com um quintal e uma janela para ver o Sol nascer”. Nesse desejo do poeta, a casinha, felizmente, era quitada.
 
EFEITO
 
A grande dúvida nesse cenário político estadual, que torna Bolsonaro uma Psiquê, é saber qual Eros que vai se dar bem. A idolatria do eleitorado ao Messias não se estende, sequer, a um único de seus seguidores em Rondônia.   
 
AMIGOS
 
E olha que a fila de “impressionados” com o Mito é grande. O governador Marcos Rocha desde o início do mandato sempre esteve ao lado dele.
 
MAIS AMIGOS
 
O senador Marcos Rogério abraçou a CPI em defesa do Presidente e vem pagando o preço do desastre que foi o trato sobre a pandemia logo que ela disseminou no País.
 
OUTROS AMIGOS
 
O empresário Jaime Bagatolli, candidatíssimo em 2022, ainda não definiu a que, já montou um álbum só com os retratos tirados ao lado do Presidente toda vez que vai à Brasília. Coronel Chrisóstomo, raramente faz uma transmissão em suas redes sociais sem citar Bolsonaro. Eyder Brasil também faz seus pronunciamentos enaltecendo o Presidente.
 
DOIS EM UM
 
A questão é que mesmo com a fidelidade canina dos citados, ninguém arrisca apostar quanto do eleitorado de 72,18% poderá também apoiar um dos seguidores de Bolsonaro. Em 2018, os eleitores quiseram mudar com Bolsonaro e avalizaram seus apoiadores, mas e agora?
 
HISTÓRICO
 
Bom lembrar também que não há uma única ação contundente de Bolsonaro para Rondônia. Prometeu a pavimentação da BR-319 que tá emperrada e veio inaugurar a Ponte do Abunã, que na verdade era uma obra começada no século passado.
 
SEM NADA
 
Sem nenhuma obra de grande vulto para fazer “carnaval”, a  expectativa é saber se só uma boa conversa irá manter a fidelidade do eleitorado.
 
ACORDO
 
O presidente da Santo Antônio Energia, Daniel Faria Costa, esteve na Universidade Federal de Rondônia (Unir) para um encontro com a reitora, Marcele Pereira. Na reunião, foi acertado o desenho de um acordo de cooperação entre ambas as partes, para que possam atuar em projetos conjuntos, utilizando o conhecimento e as estruturas técnicas e físicas da universidade e da usina.
 
 
PROJETOS
 
Daniel enfatizou que existem muitas iniciativas sociais e ambientais sendo entregues para a comunidade onde a universidade pode apoiar nas etapas seguintes, disseminando conhecimento dos profissionais e alunos para desenvolver as comunidades e as preparando para uma gestão com mais autonomia.
 
 
ESTRUTURA
 
“De outro lado, nossa usina tem laboratórios e uma capacidade técnica que podem servir de experimentação e estágio para vários alunos da universidade. A Unir e a Santo Antônio querem estar juntas no desenvolvimento da região”, afirma Daniel Costa, presidente da Santo Antônio Energia.
 
PARCEIROS
 
A empresa sempre foi parceira da Unir. No início desde ano, a companhia entregou para a universidade todo o acervo arqueológico encontrado durante a implantação da hidrelétrica, o que representou cerca de 300 mil artefatos como vasos de cerâmica, instrumentos e adornos produzidos por indígenas e peças da época da instalação da ferrovia Madeira-Mamoré.
 
HISTÓRIA
 
Todo este material foi acomodado no novo prédio da Reserva Técnica da universidade, cujo projeto de engenharia foi elaborado pela companhia. Também foi repassado para a universidade o material paleontológico resgatado durante a formação do reservatório da usina. 
 
COMUNS
 
Unir e a Santo Antônio Energia tem muitos interesses e potenciais em comum. Um deles é  fortalecer as pautas sociais e a defesa conjunta da produção de conhecimentos científicos.
 
RIBEIRINHOS
 
Um exemplo é a atuação junto às populações ribeirinhas, quilombolas e indígenas, de modo a reduzir distâncias e ampliar as inúmeras ações de compensação já implementadas, afirmou Marcele Pereira, reitora da Universidade.
 
LOGO QUE CHEGOU
 
A parceria da Santo Antônio Energia com a Unir existe desde a época de implantação da usina. Foi a empresa que lançou os três volumes do livro Peixes do Rio Madeira com a impressionante diversidade de peixes do principal afluente do Amazonas, resultado de uma pesquisa da universidade.
 
 
 
 
OBRAS
 
Os prédios que abrigam a coleção ictiológica da Unir e o herbário também foram construídos pela companhia. “A Santo Antônio Energia sempre acreditou em projetos em parceria com entidades de ensino e está com um olhar cada vez mais voltado para inovação”, afirma Daniel Costa.
 
2 BI
 
Além dos investimentos em benefício da instituição de ensino, a Santo Antônio Energia já aplicou em Rondônia cerca de R$ 2 bilhões em Sustentabilidade, desde o início da construção da hidrelétrica, em 2008.
 
ARTE
 
O Porto Velho Shopping será palco de 13 a 29 de outubro da Exposição Jovem Empreendedor - Sonhos e Conquistas na Arte de Empreender. A mostra do artista plástico Eliardo Lima, que lança a técnica Pop Art Amazônia,  reúne 32  obras, retratando histórias inspiradoras no empreendedorismo.  O evento começa daqui a pouco, às 10h da manhã.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS