ESPAÇO ABERTO: Bons preços atraem produtores rondonienses para o plantio de Cacau

Confira a coluna de Cícero Moura

ESPAÇO ABERTO: Bons preços atraem produtores rondonienses para o plantio de Cacau

Foto: Divulgação

CRESCIMENTO
 
A Emater tem registrado crescente procura dos produtores rurais por materiais genéticos, sementes melhoradas e hastes para multiplicação vegetativa de plantas de cacau. 
 
ATRATIVOS
 
De acordo com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), para as regiões cacaueiras de Rondônia e Mato Grosso, o que vem despertando o interesse pela produção do cacau são os preços que o produto tem alcançado no mercado e a boa produtividade e qualidade de amêndoas conseguida pelos cacauicultores do Estado.
 
IMPORTAÇÃO
 
Segundo com levantamentos da Ceplac, a capacidade de moagem da indústria produtora de chocolate no Brasil é de 275 mil toneladas de amêndoas de cacau, mas a produção nacional é muito menor, obrigando a indústria nacional a importar 70% do cacau que utiliza. 
 
 
ÁFRICA
 
Os maiores fornecedores de cacau estrangeiro para o Brasil são os países africanos que mandam pra cá um produto inferior ao produzido no nosso país. 
 
ASSOCIAÇÃO
 
A questão é que os países africanos frequentemente são denunciados por práticas de escravidão, trabalho infantil e descaso ambiental, e nenhuma indústria quer ver sua marca e produto vinculado à práticas socialmente injustas. Daí se conclui que o mercado está aberto a novos produtores.
 
PRODUÇÃO
 
Segundo a Ceplac quando se compara o potencial produtivo das regiões produtoras, verifica-se que na Amazônia, a produtividade das lavouras cacaueiras chega a ser o dobro e até o triplo do que se consegue, por exemplo, na Bahia que é um dos maiores produtores nacionais.
 
APOIO
 
No Estado, os produtores de cacau recebiam assistência técnica diretamente da Ceplac, mas por decisão do Governo Federal, o trabalho passou a ser realizado pela Emater.
 
CRESCIMENTO
 
Plantar cacau exige esforço e conhecimento como qualquer outra lavoura, mas os indicativos de sustentabilidade do cacau superam qualquer outro cultivo comercial na Amazônia. O cultivo do fruto pode ser considerado reflorestamento e suas amêndoas são a matéria prima do chocolate, produto consumido no mundo inteiro.
 
DADOS
 
No Brasil o consumo de chocolate, nos últimos 100 anos, teve um crescimento de 2% ao ano e nos países mais populosos do mundo, Índia e China, o consumo cresce a uma escala de 10% ao ano.
 
NO ESTADO
 
Em Rondônia o cacau produz o ano inteiro e com maior volume de março a setembro, como indica gráfico da distribuição da produção de cacau em Rondônia, elaborado a partir da observação das séries históricas da produção cacaueira no Estado.
 
PRODUÇÃO
 
A cultura é considerada uma excelente fonte de emprego e renda para toda a família. Um único hectare de cacau adulto bem manejado, seguindo a orientação técnica, rende durante um ano, algo em torno de 100 arrobas de cacau.
 
NÚMEROS
 
Considerando-se os preços do mercado local em torno de R$ 185 a arroba, consegue-se um rendimento bruto de R$ 18.500 mil ao ano, podendo ainda ser maior, dependendo da produtividade, escala de produção e tipo de comercialização.
 
COMPARATIVO
 
O valor da arroba em Rondônia ainda é muito pequeno se comparado  ao preço na Bahia, onde os valores variaram entre R$ 225 e R$230 a arroba. Está na hora dos políticos agirem nesse setor, já que qualidade o Cacau de Rondônia tem de sobra. 
 
SEM AGENDAMENTO
 
Prefeitura de Porto Velho orienta a todos os grupos que já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 que, para a segunda aplicação, não é necessário fazer agendamento.
 
CARTÃO
 
De acordo com a Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), para tomar a segunda dose, basta comparecer no local da campanha de vacinação vigente, conforme a data registrada no cartão recebido no ato da aplicação da primeira dose.
 
NA SEQUÊNCIA
 
Segundo  a Divisão de Imunização, após a primeira aplicação, o fluxo é contínuo. A pessoa deve apenas obedecer à informação de retorno para a segunda aplicação, que é anotada no cartão de vacina.
 
IDENTIFICAÇÃO
 
Além do cartão de vacina que comprova a primeira administração, é necessário apresentar um documento oficial com foto. Para saber mais sobre datas e os pontos de vacinação, basta acompanhar os canais oficiais da Prefeitura de Porto Velho:
 
Instagram: @prefeitura_pvh
 
FERIADO
 
Falando em vacina, a Prefeitura estará mobilizada durante o feriado de hoje, Dia de Tiradentes, para prosseguir com a campanha de imunização contra a Covid-19. Os idosos serão atendidos com a segunda dose da vacina na Escola Municipal Joaquim Vicente Rondon, das 9h às 13h, na rua Garopaba, bairro Cohab. A estimativa é vacinar 900 idosos com a segunda aplicação do imunizante.
 
OUTRO GRUPO
 
Também  serão atendidos, nesta mesma ação, os profissionais das forças de segurança e salvamento que receberão a primeira dose do imunizante. Eles agendaram o atendimento nas corporações onde trabalham. Foram disponibilizadas cerca 420 doses para esse público.
 
AÇÃO ROSETA
 
No próximo sábado a Casa Família Rosetta estará preparando a terceira feijoada solidária do ano! A reserva poder ser feita através dos contatos 99332-7840 ou 99289-2077. O pagamento  pode ser realizado através de transferência bancária na conta corrente 121.000-9, ag. 0102-3, Banco do Brasil, ou PIX 63762553000100 e também no cartão de débito ou crédito.
 
 
VALOR
 
A Feijoada Solidária custa apenas 20 reais. As vendas serão somente para retirada na própria sede da Associação em Porto Velho, rua Marechal Deodoro, 1213, bairro Areal. Está aí uma boa oportunidade para saborear uma gostosa feijoada ao mesmo tempo em que se está ajudando com uma boa causa.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS