BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Nova Lei prevê multa para quem sair na rua sem máscara

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

13 de Maio de 2020 às 08:57

Atualizada em : 13 de Maio de 2020 às 14:25

Foto: Divulgação

MULTA
 
A Prefeitura sancionou Lei aprovada na Câmara que obriga uso de máscaras na rua e a instalação de tendas em frente aos bancos. O controle passa a ser mais rigoroso para reduzir os índices de infectados.
 
MEDIDAS
 
A partir de agora, repartições públicas , comércio, indústria, bancos e outras empresas também são obrigadas a fornecer equipamentos de proteção para seus colaboradores. Quem não obedecer poderá ser multado.
 
VALE PARA TODOS
 
Todos os estabelecimentos, sejam eles comerciais, industriais ou prestadores de serviço, também passam a ser obrigados a fornecer máscaras e manter a higienização. Os estabelecimentos também estão obrigados a fiscalizar seus clientes e usuários dos serviços durante o expediente.
 
TENDAS
 
Sobre as tendas em frente aos bancos, e também no entorno de casas lotéricas, é o município que terá que fazer a higienização durante a instalação do equipamento. No interior das tendas, o prestador de serviço também ficará responsável por ajudar na fiscalização da distância segurança de 2 metros entre as pessoas. 
 
PUNIÇÃO
 
Quem não obedecer as determinações poderá ser multado em R$ 80,00. Se o infrator for pessoa jurídica, a multa prevista é de mil reais. Em caso de reincidência, os infratores poderão responder ação penal. 
 
RADICAL
 
Candeias do Jamari decretou medidas extremas para conter avanço do coronavírus. A cidade está com restrição que permite aos moradores andar na rua somente entre cinco da manhã e 9h e meia da noite.
 
NECESSIDADE
 
Conversei com a Secretária Municipal de Saúde de Candeias e seus argumentos fazem sentido. De acordo com Sizen Kellen, a prefeitura e a polícia receberam dezenas de denúncias de pessoas com aglomerações em bares, lanchonetes e festas. 
 
MUITOS CASOS
 
Conforme a secretária Sizen, Candeias do Jamari tem registrado uma média diária de 20 pessoas com sintomas de coronavírus, o que é considerado bastante elevado para o município que tem pouco mais de 22 mil habitantes.
 
NÚMEROS OFICIAIS
 
A Secretária informou que oficialmente já foram registrados 13 casos de coronavírus em Candeias. Os pacientes que testam positivo são encaminhados para o Cemetron, na capital.
 
CIDADE NÃO TEM ESTRUTURA PARA DOENTES
 
Candeias do Jamari não tem leitos para internação. Quem apresenta os sintomas da doença é colocado por um prazo de até 12 horas no oxigênio, recebe soro e medicação e em seguida é encaminhado para Porto Velho. Somente esta semana, três pessoas já testaram positivo em Candeias. 
 
AMBULÂNCIAS
 
Em Vilhena, a prefeitura comprou duas ambulâncias para o HRV ( Hospital Regional de Vilhena ) avaliadas em R$ 310 mil reais. O dinheiro para os veículos representa uma parte de recursos devolvidos pela Câmara de Vereadores no fim do ano passado.
 
FUNCIONA OU NÃO FUNCIONA
 
O professor universitário, Vinícius Miguel, que confirmou estar com o novo coronavírus, ficou assustado com a forma como Estado tratou seu caso. De acordo com Vinícius, ele teve a confirmação do Covid-19 no último dia 7 e até agora ninguém teria entrado em contato.
 
OFICIALIZAR
 
Vinícius garante que as tentativas de contato junto ao Call Center da Sesau são para comunicar seu caso e pedir recomendações. “ a ligação é interrompida sem explicação. Isso preocupa porque na propaganda o serviço funciona e por 24 horas. Antes de ser infectado eu já tinha feito denúncia a órgão competente sobre a precariedade desse atendimento por telefone”, reclamou Vinícius.
 
QUARENTENA
 
O professor explica que sentiu alguns dos sintomas da Covid-19 e decidiu fazer o exame em laboratório particular. Ele afirmou que vinha seguindo as regras de distanciamento social e os cuidados básicos para evitar contaminação. Agora se impôs a uma rígida quarentena domiciliar sem orientação formal.
 
RETALIAÇÃO
 
Dois servidores da prefeitura de Alvorada do Oeste, identificados como Divanete Andrade e Rivaldo Alexandre, denunciaram através das redes sociais que foram transferidos do Hospital Municipal, para a UBS Geraldo Dias, por cobrarem EPIs – Equipamentos de Proteção Individual.
 
OUTRO LADO
 
Em nota, a prefeitura de Alvorada do Oeste informou  que a transferência ocorreu por necessidade de profissionais em  duas equipes de Saúde da Família na  Unidade Básica de Saúde do Alto Alegre. A nota diz ainda que a administração pública pode remanejar servidores entres secretarias ainda que sejam diversas as funções exercidas, observada a área de conhecimento bem como a capacidade mínima e aptidão do servidor para realização do serviço para o enfrentamento do combate ao novo coronavírus (COVID-19).
 
BLOQUEIO
 
O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio de ação de tutela de urgência, obteve decisão favorável para determinar a indisponibilidade de R$ 3.150.000,00, pagos de forma adiantada a empresa Buyerbr, contratada pela Secretaria Estadual de Saúde, sem realização de licitação, para fornecer 100 mil kits de testes rápidos para COVID-19.
 
NÃO CUMPRIU ACORDO
 
O valor total do contrato é de R$ 10.500.000,00 e ficou acordado entre as partes a entrega do material no prazo de 10 dias, condicionado ao pagamento adiantado de 30%, R$ 3.150.000,00 pelo governo do Estado. Antes da medida de bloqueio, O MP havia recomendado aos gestores da SESAU o cancelamento de novo processo de aquisição direta com a BuyerBr em andamento, desta vez, para aquisição de mais 170.000 testes.
 
MATERIAL NÃO FOI ENTREGUE
 
Passado o prazo de 10 dias do pagamento de 30% do valor dos kits, não foi respeitado o único critério que culminou na contratação da Buyersbr, a entrega em menor tempo. Os kits teriam que ser entregues em 17 de abril de 2020, mas até a presente data Rondônia permanece sem os kits.
 
OUTRO LADO
 
O Governo de Rondônia informou que o atraso dos produtos e insumos deve-se à grande demanda de pedidos que estaria impedindo o fornecedor de entregar dentro dos prazos acordados.
 
NÃO VAI PAGAR
 
A Secretaria de Estado da Saúde diz que, por medida de segurança, solicitou o bloqueio do pagamento à empresa fornecedora, até que os insumos sejam entregues.
 
INERTE
 
O curioso nesse caso é que a Secretaria Estadual de Saúde não se manifestou quando os kits não foram entregues na data combinada. Avisou o Ministério Público somente depois que descobriu que a carga não havia chegado em São Paulo.
 
ELES ESTÃO NA CIDADE
 
Nesta quarta-feira (13), às 8h30, o Prefeito Hildon Chaves fará a apresentação dos 146 ônibus escolares que serão destinados ao transporte dos alunos da zona rural de Porto Velho. Haverá entrevista coletiva no estacionamento do Porto Velho Shopping.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS