IDOSOS: Ieda Chaves pretende estimular políticas públicas para a terceira idade

Pré-candidata a deputada estadual diz que participação dos idosos é de fundamental importância para a sociedade

IDOSOS: Ieda Chaves pretende estimular políticas públicas para a terceira idade

Foto: Divulgação

A pré-candidata a deputada estadual, Ieda Chaves esteve em Guajará-Mirim no início desta semana onde se reuniu com lideranças e representantes de classe.
 
Durante sua passagem pelo município, ela conversou com representantes da Associação dos Idosos de Guajará-Mirim sobre temas relacionados à melhor idade, notadamente a necessidade de mais apoio do poder público aos homens e mulheres que tanto colaboraram com o desenvolvimento da sociedade.
 
Durante conversa com Idosos, Ieda se colocou à disposição do grupo e defendeu a criação de mais projetos que valorizem essas pessoas. 
 
Ieda Chaves relembrou que o número de idoso no Brasil está aumentando exponencialmente e o Estado de Rondônia precisa se preparar para poder atender melhor este grupo.
 
São homens e mulheres que já colaboraram muito com a nossa sociedade e está na hora de cuidarmos deles. Precisamos fortalecer os projetos já existentes em prol dos idosos, mas principalmente expandir as políticas públicas que favoreçam o cotidiano da melhor idade”, defendeu a pré-candidata. 
 
Ieda reconhece que atividades de cunho social, além de ações voltadas ao lazer são extremamente importantes para este público, “contudo é preciso mais atenção. Precisamos adaptar a rede de saúde para atender melhor nossa comunidade da terceira idade, além de fornecer conhecimento para os cuidados com a própria saúde física e mental”, defende.
 
A pré-candidata a deputada estadual pontuou, ainda, que cabe a muitos idosos a responsabilidade financeira de suas famílias. “Através do empreendedorismo social, nós podemos, ainda, apresentar novos horizontes a esses idosos, de modo que eles possam, através de suas experiências, resolver problemas de suas comunidades e ao mesmo tempo fomentar ainda mais a economia local”, propõe. 
 
Ieda Chaves valorizou a força que os idosos têm e disse que a sociedade precisa aprender a ouvir com aqueles que já viveram muitos ciclos da vida.
 
Não podemos menosprezar a experiência de vida dos idosos, são pessoas fortes e de grande conhecimento. Valorizando e principalmente ouvindo nossos idosos, com certeza teremos melhores resultados sociais e um histórico de desenvolvimento com menos falhas de percursos”, arrematou.
Direito ao esquecimento

Quando você acha que a área da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré será liberada ao público?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS