BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CANDIDATO A VEREADOR: Arimar de Sá defende fomento à agricultura e apoio à produção ribeirinha

Candidato a vereador afirma que fortalecer os pequenos produtores é uma alternativa de renda

RONDONOTICIAS

29 de Outubro de 2020 às 16:26

Foto: Divulgação

O jornalista e advogado Arimar Souza de Sá, candidato a vereador, afirmou que o fomento à agricultura familiar, com destaque ao apoio à produção dos ribeirinhos, é uma de suas propostas de campanha, como forma de promover também o desenvolvimento social de Porto Velho, gerando emprego e renda no campo.
 
"O município de Porto Velho é muito extenso e possui capacidade produtiva invejável. O grande produtor cria condições próprias de desenvolver as atividades, mas os pequenos precisam da mão amiga do poder público nessa empreitada. E vou trabalhar como vereador defendendo mais essa bandeira", disse Arimar.
 
Segundo o candidato, a prefeitura pode, por exemplo, criar uma Central de Abastecimento (Ceasa), para facilitar a comercialização dos produtos, levar apoio técnico, buscar meios para promover a regularização fundiária, garantir boas estradas, acesso ao microcrédito rural de forma mais ágil e assegurar a compra de produtos do campo para abastecer a merenda escolar, por exemplo.
 
"Frutas, verduras, legumes, hortaliças, criações de suínos, aves e de peixes, podem e devem ser estimuladas pelo poder público. Dessa forma, garantimos produtos de qualidade e a renda dos nossos produtores. Com uma Ceasa, se eliminaria muito os atravessadores e seria uma forma de agregar ainda mais valor aos produtos", afirmou Arimar.
 
Ribeirinhos
 
Filho de Porto Velho, Arimar é conhecedor da realidade das comunidades ribeirinhas e aponta que é preciso respeitar os costumes desses moradores tradicionais, mas oferecendo meios que possam produzir e escoar a produção, como por exemplo, uma fábrica de gelo nas localidades para congelar o pescado.
 
"Na região do distrito de Nazaré, por exemplo, o destaque é a produção de melancia. Como vereador, vou propor o fortalecimento dessa atividade e, também, identificar e estimular outras culturas, em outras localidades. Para isso, é importante que seja garantido o transporte da safra e o mercado para a sua comercialização", finalizou.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS