LEI ALDIR BLANC: Artistas têm até hoje,30, para se inscreverem em editais; recursos chegam a 12 milhões

Os editais contemplam audiovisual, publicações, sites, produção de conteúdo, exposições, pesquisa, entre outros.

LEI ALDIR BLANC: Artistas têm até hoje,30, para se inscreverem em editais; recursos chegam a 12 milhões

Foto: Divulgação

Encerram nesta quinta-feira,30, as inscrições para sete editais  da 2ª edição da Lei Aldir Blanc. A informação é da da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel). Os editais contemplam diversas linhas temáticas.
 
As inscrições podem ser feitas por meio de formulário on-line e pela plataforma de Sistema de Apresentação de Propostas Culturais (SAP). 
 
Eixos temáticos
 
Edição Marechal Rondon: Publicação de livros e revistas culturais; Gravação de músicas e vídeos, Criação de sites, Produção de conteúdo digital
 
Edição Pacaás Novos: Festival Cultural; Mostra Cultural, Feiras Culturais e Artes Visuais - plataformas de exposições virtuais.
 
Edição Alejandro Bedotti: Pesquisas Artísticas Cinematográficas; Pesquisas Artísticas Literárias; Pesquisas Artísticas em Artes Cênicas e Pesquisas Artísticas.
 
Edição  Mary Cyanne: Ações de qualificação básica/formação online; Apresentações Artísticas (ao vivo/gravadas).
 
Edição Jair Rangel Pistolino: Produção audiovisual de curta-metragem, com duração igual ou inferior a 15 minutos, com temas livres; Produção audiovisual de média-metragem, com duração superior a 15 minutos e igual ou inferior a 70 (setenta) minutos, com temas livres;  Produção audiovisual de longa-metragem, com duração superior a 70 minutos, com temas livres;  Produção de obra cinematográfica ou vídeos artísticos experimental com categorias, períodos e temas livres; Produção de Obra em Artes cênicas (dança, teatro ou circo) com categorias e temas livres.
 
Edição Povos Tradicionais: Projetos que contemplem a promoção das culturas indígenas e quilombolas, valorizando e fortalecendo a identidade, a história, as tradições e expressões culturais dos povos indígenas e quilombolas no Estado de Rondônia.
Pode ser produção áudiovisual: Produção de obra cinematográfica ou vídeos artísticos experimental com categorias e temas livres.
Publicações: Livros ou Revistas Culturais.
 
Edição Mestre Aluízio Guedes ( Premiação para mestres e mestras da cultura popular de Rondônia):
Poderão se inscrever os metres e mestras com propostas que possam ser realizadas pelo proponente conforme as seguintes categorias:
 
Artes da Cura; Medicina Popular;  Manejo, Plantio e Coleta de Recursos Naturais; Culinária Tradicional; Jogos e Brincadeiras; Contação de Histórias e outras Narrativas Orais; Poesia e Literatura Popular; Músicas, Cantos e Danças; Rituais, Festejos e Celebrações; Artes e Artesanato; Ofícios, Saberes, Técnicas ou “Modos de fazer”.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS