BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESTUDOS: Aulas on-line contribuem para a preparação de alunos ao Enem

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) conta com a plataforma #AGORAVAI para a preparação dos alunos do terceiro ano.

SECOM

20 de Abril de 2020 às 11:32

Atualizada em : 20 de Abril de 2020 às 11:37

Foto: Divulgação

Em todo o país as aulas foram suspensas para combater a pandemia do novo coronavírus, mas a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não para. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) conta com a plataforma #AGORAVAI para a preparação dos alunos do terceiro ano, e a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Brasília, com 416 estudantes e ensino integral, é um exemplo da utilização da ferramenta .

 

A diretora da escola, Clarina Carneiro de Moraes, explicou que desde do início do mês de abril os alunos do terceiro ano já tem acesso às aulas de mediação tecnologia que disponibiliza o conteúdo nacional que são trabalhados dentro da sala de aula, e podem reforça o conhecimento com a plataforma #AGORAVAI , que tem metodologias de ensino para preparar o aluno para o Exame Nacional.

 

Campanha de incentivo foi feita com os alunos para participarem da plataforma. “Os professores e a gestão escolar realizaram uma campanha intensa com os alunos. Incentivamos a realizarem as inscrições na plataforma para as videoaulas. Assim, os professores também cobram a participação dos alunos nas atividades. Essa é só mais uma dinâmica que implantamos, além dos grupos de estudos por whatsapp”, explica o professor de geografia da escola Brasília, Adriano Lopes Saraiva.

 

A ferramenta teve uma boa aceitação pelos alunos. “Como estou no terceiro ano e a prova do Enem me deixa ansiosa, eu gostei bastante da plataforma porque temos acesso aos conteúdos que mais caem na prova. Esses conteúdos iriam ser abordados com os professores na sala de aula, mas continuamos tendo esse aprendizado. Já estamos com algumas atividades e trabalhos de redação, que são de grande ajuda para preparação do Enem”, conta a aluna da escola Brasília, Kryciha Araújo de Freitas.

 

Aulas

 

A direção da escola Brasília fez um levantamento com apoio dos lideres de classe para saber o quantitativo de alunos com acesso à internet em casa para dar início às aulas on-line, e foram constatados alguns alunos sem acesso à internet. “ Os professores organizaram o material didático e fotocópias das atividades para os alunos que não têm acesso à internet, assim eles não perdem o conteúdo que será ministrado”, explicou a coordenadora pedagógica, Cláudia Setúbal.

 

A escola disponibilizou um horário para realizar as buscas dos materiais e a direção recebe esses alunos em pouquíssima quantidade para evitar aglomeração.

 

A aluna Maria Clara Esteves, 16 anos, cursa o 2°ano, afirmou que a escola já disponibilizou o material didático para os alunos que não podem acessar a plataforma. “Eu tenho fotos dos guias de aprendizagem, é como um calendário de todos os conteúdos que são estudados durante o bimestre. Com os livros didáticos eu posso ler sobre esses conteúdos e fazer exercícios através deles”.

 

A instituição de ensino vem realizando trabalhos de orientação para os alunos, pais e professores para a utilização das aulas on-line. “Os pais estão sendo parceiros da escola e dos filhos. E eles estão interessados em saber as estratégias da escola nesse momento tão difícil. Então criamos um grupo whatsapp da escolar e interagimos com os pais. Já realizei também reuniões on-line com os alunos para esclarecer dúvidas para a utilização das aulas via internet”, disse a diretora Clarina Carneiro de Moraes.

 

Beatriz Prata de Araújo, mãe de aluno do terceiro ano, diz que as aulas on-line são importantes para que o aluno não perca o ano letivo. “ A direção da escola Brasília está de parabéns. Eles ficam conversando com os alunos e pais, e vejo excelência no trabalho deles. Os pais também precisam colaborar com os alunos, incentivando a participação nas aulas”.

 

A aluna Kryciha Araújo de Freitas também parabeniza a gestão escolar por esclarecer dúvidas dos alunos quanto ao uso das ferramentas on-line. “ Nos temos reuniões por vídeo com a diretora, onde ficamos bem informados, tirando todas nossas dúvidas. Como sou líder de classe, eu realizo uma reunião por videochamada com os colegas de sala para abordar tudo o que me foi passado e tirar as dúvidas deles. Todos estão fazendo as atividades”.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS