TRISTEZA: Confira alguns dos artistas e famosos que morreram com Covid-19

Esta semana, o nome de Tarcísio Meira, ícone da televisão brasileira, engrossou uma lista de perdas irreparáveis para a cultura

TRISTEZA: Confira alguns dos artistas e famosos que morreram com Covid-19

Foto: Divulgação

Nome icônico da história da televisão brasileira, o ator Tarcísio Meira, morto nesta quinta-feira, 12 de agosto, aos 85 anos, por complicações da Covid-19, passou boa parte de 2020 recluso no interior de São Paulo, justamente para se prevenir da doença que devasta o mundo desde o final de 2019. Tendo sucumbido ao Sars Cov2, passa, lamentavelmente, a integrar o rol dos nomes ligados à arte e à cultura que não conseguiram vencer a guerra contra o novo coronavírus. Relembre, a seguir, alguns deles:
 
Agnaldo Timóteo
 
O cantor morreu aos 84 anos, em 4 de abril de 2021. Ele foi internado no dia 17 de março, após receber diagnóstico de Covid-19. A morte foi confirmada pelas redes sociais por Timotinho, sobrinho do cantor.
 
Aldir Blanc
 
O compositor e escritor morreu no dia 4 de maio de 2020, aos 73 anos. Um dos mais importantes letristas da música brasileira, ele foi  para a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Universitário Pedro Ernesto em abril, onde um exame confirmou a infecção pelo coronavírus. Antes, dera entrada no dia 10 no Hospital Municipal Miguel Couto com infecção urinária e pneumonia. Foram 24 dias de luta. Sua resistência impressionou médicos do Pedro Ernesto. "Ele não quer ir embora", foi uma das frases que disseram durante o tratamento. 
 
Daniel Azulay
 
O artista plástico, desenhista e educador infantil morreu no dia 27 de março do ano passado. Ele, que tinha 72 anos, estava se submetendo a um tratamento contra uma neoplasia (uma leucemia) - portanto, estava imunossuprimido em função da quimioterapia - quando foi infectado com o novo coronavírus. 
 
Daisy Lúcidi
 
A atriz e radialista morreu no dia 7 de maio do ano passado, aos 90 anos. Ela estava internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital São Lucas, em Copacabana, desde o dia 25 de abril de 2020, para tratar a infecção do novo coronavírus.
 
Eduardo Galvão
 
O ator global provocou comoção ao falecer no dia 7 de dezembro do ano passado, com apenas 58 anos, após ter ficado internado num hospital na Barra da Tijuca, onde chegou a ser intubado. 
 
Genival Lacerda
 
O cantor paraibano morreu em 7 de janeiro de 2021, aos 89 anos. Ele estava internado desde o dia 30 de novembro de 2020 na UTI do Hospital Unimed I. Nascido em Campina Grande, no interior da Paraíba, gravou mais de 50 discos na carreira. De uma geração pós-Luiz Gonzaga, o forró sempre foi sua base. Familiares relatam que ele começou a sentir os primeiros sintomas no dia 29 de novembro do ano passado. Estava ofegante e se sentindo indisposto. Foi levado a um hospital particular, onde foi detectada a infecção pelo novo coronavírus e internado no dia seguinte.
 
Gésio Amadeu
 
O ator morreu em 5 de agosto de 2020, também pela Covid-19. Ele tinha 73 anos e estava internado no hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, desde junho do ano passado.
 
João Acaiabe
 
O ator João Acaiabe, 76, o Chefe Chico da novela "Chiquititas" (SBT), morreu no dia 31 de março, devido a complicações da Covid. Ele estava internado em estado grave em um hospital da Prevent Sênior, em São Paulo. "E nós passamos o nosso último Natal juntos, meu pai mais que querido, meu amor, eu não sabia que era o nosso último Natal neste plano", escreveu a filha Thays Damazio Acaiabe em uma rede social. Acaiabe recebeu diagnóstico de Covid no dia 15 de março e apresentava um quadro estável no início da doença. Mas o quadro clínico piorou e ele foi transferido para a UTI.
 
Kleber
 
O cantor sertanejo Kleber, da dupla Kleber e Kaue, morreu no dia 5 de julho deste ano, aos 37 anos, vítima da Covid-19. O artista estava internado no Hospital Estadual de Américo Brasiliense (HEAB), em Américo Brasiliense, no interior de São Paulo. 
 
Larry King
 
O apresentador morreu em 23 de janeiro, em Los Angeles, aos 87 anos. Ele estava internado desde o final de dezembro, depois de ter contraído Covid-19. A morte foi anunciada em nota postada em seu seu perfil oficial no Twitter. Ele apresentou por 25 anos o talk show Larry King Live, na CNN americana, em que entrevistava políticos, celebridades, atletas, estrelas de cinema e pessoas comuns. A atração acabou em 2010, mas ele continuava ativo com o Larry King Now, programa disponível em plataformas de streaming.
 
Nelson Sargento
 
O sambista morreu na manhã do dia 27 de maio deste ano, aos 96 anos. Ele estava internado numa unidade carioca do Inca, o Instituto Nacional do Câncer, com um quadro de desidratação, anorexia e queda do estado geral, além de ter apresentado um teste positivo Covid-19. Nelson foi uma das figuras mais representativas da Estação Primeira de Mangueira.
 
 
Nicette Bruno
 
A atriz foi internada com Covid-19 na Clínica São José, na Zona Sul do Rio, no dia 26 de novembro do ano passado. Acabou falecendo em 20 de dezembro, aos 87 anos. Em maio deste ano, a atriz e diretora Bárbara Bruno, 65, filha do casamento de Nicette com o ator Paulo Goulart, também foi internada com Covid, chegando a ser até intubada, mas acabou se recuperando.
 
 
Nick Cordero
 
O ator canadense morreu no dia 5 de julho de 2020, aos 41 anos. Ele foi diagnoticado com a Covid em março, sendo tratado com diálise e oxigenação por membrana extracorporal (ECMO). Em 18 de abril, sua perna direita foi amputada como resultado de complicações da doença e em 1 de maio, foi relatado que havia sofrido um dano pulmonar significativo, mas, em meados de maio, acordou do coma. Em 5 de julho, após passar 95 dias internado, Cordero morreu no Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles.
 
Paulinho
 
O vocalista do grupo Roupa Nova travava uma luta contra um linfoma, e havia feito um transplante de medula óssea - portanto, estava imunossuprimido quando acabou se infectando com a Covid-19. Morreu aos 68 anos, no dia 14 de dezembro do ano passado. 
 
 
Paulo Gustavo
 
O humorista morreu no dia 4 de maio, após uma longa jornada em um hospital no Rio de Janeiro (desde o dia 13 de março) com Covid-19. Na verdade, uma semana após a internação, ele teve de ser intubado porque estava com dificuldade para respirar. No dia 2 de abril, piorou e precisou da ajuda de uma espécie de pulmão artificial usado apenas nos casos mais graves. Um mês depois, teve uma embolia gasosa que se espalhou em decorrência de um rompimento do tecido do pulmão.
 
Reynaldo Rayol
 
Cantor da Jovem Guarda e irmão do também artista Agnaldo Rayol, Reynaldo morreu aos 76 anos no dia 15 de junho deste ano.
 
 
Rodela
 
Nascido em Guarulhos, o humorista acabou morrendo com a doença no dia 2 de dezembro do ano passado. Tinha 66 anos. Ele ficou internado por duas semanas na UTI de um hospital da Grande São Paulo. Luiz Carlos Ribeiro, mais conhecido pelo nome artístico Rodela, atuou em diversos programas de auditório, dentre eles o Leão Livre e o Programa do Ratinho. Ficou conhecido pela habilidade de fazer inúmeras caretas.
 
Rodrigo Rodrigues
O apresentador global morreu com apenas 45 anos, no dia 28 de julho de 2020, vítima de trombose venosa cerebral decorrente da Covid-19. Inicialmente, ele apresentou sintomas leves da doença, como falta de paladar e olfato, mas chegou a dizer que se sentia bem. No entanto, dias depois, deu entrada no hospital com vômitos, desorientação e dor de cabeça.
 
Sérgio Sant'Anna
 
O escritor morreu em 10 de maio de 2020, após ser internado com sintomas de Covid-19 no hospital Quinta D'Or, no Rio de Janeiro. Ele nasceu na capital fluminense em 1941. Iniciou sua carreira como escritor em 1969, e em vida publicou mais de vinte livros – entre eles, os premiados "O concerto de João Gilberto no Rio de Janeiro", "Amazona", "O voo da madrugada" e "Anjo Noturno". Sua obra foi traduzida para o alemão, italiano, francês, tcheco, espanhol e hebraico, além de adaptada para o cinema e teatro.
 
Ubirany
 
Ubirany Félix Do Nascimento, ou apenas Ubirany, foi um dos fundadores do grupo Fundo de Quintal. Ele acabou sucumbindo à Covid em 11 de dezembro do ano passado, aos 80 anos, após pouco mais de uma semana internado no Rio de Janeiro.
 
Zezinho Corrêa
 
José Maria Nunes Corrêa, o Zezinho Corrêa, foi vocalista da banda Carrapicho e morreu no dia 6 de dezembro do ano passado, aos 69 anos, após ficar internado em estado grave num hospital particular em Manaus. Ele chegou a ser intubado e também sofreu uma traqueostomia.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS