Suspeita de envenenamento: familiares de Tom Veiga querem exumar corpo

Artista que vivia Louro José deixou testamento dividindo herança entre os filhos e Cybelle Hemínio da Costa Veiga, sua ex-mulher; ele estaria tentando mudar documento dias antes de sua morte

Suspeita de envenenamento: familiares de Tom Veiga querem exumar corpo

Foto: Divulgação

A família de Tom Veiga, intérprete do Louro José no programa Mais Você, de Ana Maria Braga, quer exumar o corpo do ator devido à suspeita de que ele teria sido envenenado. O artista foi encontrado morto aos 47 anos em 1º de novembro do ano passado e, na ocasião, um laudo preliminar do IML indicou como causa da morte um aneurisma seguido de um acidente vascular cerebral.
 
De acordo com o colunista Leo Dias, que conversou com fontes próximas aos parentes de Tom, sua ex-mulher, Cybelle Hemínio da Costa Veiga, teria conseguido que o artista fizesse um testamento a incluindo, com direito inclusive a uma pensão de 18 mil reais por um ano.  Ainda segundo o colunista, Tom teria tentado retirar o nome de Cybelle do inventário, mas acabou morrendo 20 dias depois.
 
No testamento, Tom teria disposto 50% de seus bens para os quatro filhos  - Diego e Amanda, que teve com Cristina Rilco, e Adrian e Alissa, com Alessandra Veiga. Os outros 50% ficariam com Cybelle, com quem ele foi casado de janeiro a setembro de 2020.
 
Mais cedo, o jornal Extra publicou uma reportagem na qual revelou que três dias antes de morrer Tom pediu a um um amigo que fosse com ele até um cartório para testemunhar uma mudança em seu testamento. Ele queria tirar o nome de Cybelle do documento e, em um áudio recebido pela publicação, teria dito. “Pode ir lá comigo para cancelar essa bosta?”.
 
Segundo o Extra, os filhos Tom estão movendo uma ação cível para provar judicialmente a indignidade de Cybelle como herdeira; além de outra ação para que Amanda seja a inventariante. Cybelle também está pedindo à Justiça o direiro de ser inventariante do espólio de Tom.
 
Cybelle e Tom fizeram uma cerimônia religiosa em janeiro de 2020, e, em agosto do mesmo ano, trocaram a união estável pelo casamento com total separação de bens. Eles se separaram logo em seguida.
 
Procurada, Cris Rilco não quis comentar o caso. "Agradeço pelo contato, mas, infelizmente, não irei falar sobre o assunto", disse
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS