BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

FESTIVAL: Anitta vai cantar música gospel em live para arrecadar doações

A artista participará de festival beneficente ao lado de Claudia Raia, Ísis Valverde e Angélica

VEJA

22 de Abril de 2020 às 19:50

Foto: Divulgação

VEJA - Desde o início da explosão de lives, Anitta se mostrou resistente em aderir ao movimento. Segundo ela, um show virtual de qualidade demandaria uma grande equipe e desrespeitaria as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) em relação a aglomerações durante a pandemia de coronavírus. A cantora, porém, se rendeu ao inevitável formato, mas fará algo diferente.
 
A funkeira vai participar do festival #AoVivoPelaVida ao lado de artistas como Claudia Raia, Edson Celulari, Mariana Ximenes, Ísis Valverde, Angélica, entre outros. Porém, ela não vai cantar músicas de seu repertório, nem fará uma participação-relâmpago como na live idealizada por Lady Gaga, One World Together at Home. Anitta vai entoar músicas de cunho religioso, em voz e violão. Ela afirma que será uma homenagem e uma lembrança ao avô, de quando os dois cantavam juntos na igreja.
 
“Eu e o Enzo (Celulari) tivemos a ideia de cantar essas músicas, pois elas me ajudaram a aprender a cantar. Vai ser um repertório emocionante para mim, porque eu vou reviver muitas coisas do meu passado”, escreveu Anitta em suas redes sociais.
 
O projeto tem como objetivo arrecadar doações para o Fundo Emergencial para a Saúde e para a Ação da Cidadania, que ajudará na compra de equipamentos como respiradores e também servirá de amparo para desempregados e famílias que estão passando fome. O evento será transmitido pelas redes sociais do #AoVivoPelaVida e acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de abril. Anitta será atração do dia 26, próximo domingo.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Vereador Aleks Palitot verifica atendimento em UPAs

Vereador Aleks Palitot verifica atendimento em UPAs

O vereador conversou com a população que buscava atendimento e também com integrantes das equipes das unidades onde colheu informações para a elaboração de oficio a ser encaminhado ao Executivo cobrando as devidas tomadas de providência.

10 de Julho de 2020 às 15:06