POR R$ 5 MIL: Pastor manda matar e torturar a esposa para ficar com vizinha do casal

A vizinha era "melhor amiga" da vítima

POR R$ 5 MIL: Pastor manda matar e torturar a esposa para ficar com vizinha do casal

Foto: Divulgação

 

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu na última quinta-feira, 22, três suspeitos de matar Mariane Kelly de Souza, de 35 anos, entre eles o marido da vítima,  Joedison Souza dos Santos, conhecido como Pastor Jota.
 
 
O corpo da mulher foi encontrado com as mãos amarradas às margens rio Itajaí-Açú, em Navegantes, em 9 de abril. O marido dela seria um dos mandantes do crime, de acordo com a investigação. A polícia diz que a intenção dele era matá-la para viver com a amante, identificada como Shirlene Santos.
 
 
Além do marido, foram presos a amante dele, que era vizinha do casal, e o genro dela. Um sobrinho menor de idade da mulher também é suspeito de colaboração no homicídio, mas continua foragido.
 
 
Segundo o delegado Sérgio Sousa, o marido prometeu R$ 2,5 mil para cada um dos parentes da amante. A investigação apurou que a vítima morreu após levar quase 30 facadas.
 
Pastor teria sido mandante do crime
 
 
O inquérito descobriu ainda que a amante do marido da vítima “era muito amiga” de Mariane. Ela morava em um apartamento alugado no andar de cima do imóvel do casal.
 
 
Foi a amante, inclusive, que pegou a vítima no trabalho. Era comum, de acordo com a polícia, que a suspeita a apanhasse na cafeteria após o serviço devido a amizade das duas.
 
 
“A amante conduzia o veículo. Ela era amiga da Mariane e por isso a vítima não estranhou a chegada dessa pessoa. Os dois contratados pela execução ficaram no banco de trás. Uma amiga da Mariane disse que a vítima falava bastante dessa vizinha. Eles faziam churrasco quase que diariamente. Isso causou bastante repulsa na vizinhança quando surgiu essa possibilidade”, relatou o delegado.
 
 
Mariane e o pastor tiveram uma filha, que hoje tem 16 anos. A família morava em Itajaí há nove anos após migrarem da Bahia. A Polícia Civil informou que ainda não ouviu a adolescente, que está na casa de amigos do casal.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS