CONSEQUÊNCIAS: Pós-covid e certos medicamentos podem causar sequelas graves nos olhos

A doença e o tratamento podem gerar alterações como catarata e danos nos vasos da retina

CONSEQUÊNCIAS: Pós-covid e certos medicamentos podem causar sequelas graves nos olhos

Foto: Divulgação

 

Evidências demonstram que a covid-19 e o uso de certos medicamentos para combater o vírus podem causar doenças graves nos olhos.
 
Em casos moderados e graves da doença, o tratamento consiste na aplicação de substâncias que combatem as inflamações no sistema vascular. Esses medicamentos podem trazer problemas no metabolismo, inclusive nos olhos, de alguns pacientes tratados. As alterações podem incluir catarata e danos nos vasos sanguíneos da retina.
 
 
De acordo com o oftalmologista Jonathan Lake, diretor médico nacional do Grupo Opty, “além de ser uma doença respiratória, a covid-19 também é inflamatória e vascular e tem consequências desconhecidas”. A variação na qualidade da visão pode ser uma evidência que explicaria como a doença gera distúrbios nos olhos humanos.
 
Por vezes, pacientes relatam uma piora na visão que não é apontada nos exames que indicam mudanças nos graus dos óculos. “Em pacientes que têm fatores de risco ela pode ter algumas manifestações oculares importantes. Temos visto em pacientes hipertensos algumas hemorragias e oclusões”, afirma o médico.
 
Ainda não estão totalmente claros os danos que a covid-19 gera nos organismos dos recuperados. Por isso, cientistas e profissionais da saúde do mundo inteiro estão realizando pesquisas para entender e combater as consequências causadas pelo vírus. Segundo Jonathan Lake, “ainda não há uma análise rigorosa e sistemática de vários casos”. Apenas existem dados e publicações sugerindo “que realmente uma das consequências indiretas do coronavírus é a baixa da qualidade visual por falta de tratamento”.
 
É possível que a retinopatia, doença que provoca danos na retina, surja pelo aumento na pressão arterial e o enfraquecimento dos vasos causado pela medicação. A covid-19 também induz o aumento da glicemia e a coagulação sanguínea, que são fatores de risco para a retinopatia.
 
Já a catarata ocorre quando a parte interna do olho fica opaca, provocando diminuição significativa da visão. Jonathan Lake explica que os medicamentos aplicados contra o coronavírus podem trazer risco de desenvolvimento de catarata não só para idosos, mas para pacientes de qualquer idade.
 
O médico ainda recomenda a supervisão regular da saúde: “A única maneira de enfrentar esses problemas é um acompanhamento médico constante para evitar danos maiores à visão. O fundamental é ir ao oftalmologista".
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS