BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Menino de 5 anos compra R$ 225 em hambúrguer pelo celular com cartão da mãe

A mãe disse que questionou o filho sobre o valor do pedido, e o menino respondeu que "deu caro porque o hambúrguer aumentou"

EXTRA

10 de Junho de 2020 às 10:24

Foto: Divulgação

EXTRA - Os pais devem ter sentido um forte impacto com as crianças mais tempo em casa durante o período de isolamento social causado pela pandemia do coronavírus. Mas o que muitos podem não estar preparados para lidar são as artes que os pequenos aprontam volta e meia na infância, ainda mais quando estão sem ir para a escola. Esse foi o caso da Erica Batista, mãe do Davi, de 5 anos. Ela tomou um enorme susto ao ver na tela do seu celular, que por poucos minutos ficou nas mãos da criança: um comprovante de compra em um aplicativo de entrega de lanches e refeições: R$ 225 num pedido de hambúrgueres.
 
"Essa quarentena tá deixando Davi muito arteiro", resumiu ela.
 
Após os momentos de tensão iniciais diante de tal compra inusitada que para as crianças não são nada demais, mas para os adultos desperta palpitações no bolso, Erica respirou fundo e soltou gargalhadas.
 
"Gente sério eu não consigo parar de rir disso", afirmou.
 
Com um texto bem-humorado, o relato dela postado nesta segunda-feira no Facebook ultrapassou 55 mil reações e 34 mil compartilhamentos.
 
Confira o diálogo descrito por Erica do momento em que ela percebeu o tanto de lanche que o filho pediu:
 
"Eu prontamente olho pra cara dele e pergunto: 'Davi, o que você fez?'. Ele disse: 'Pedi hambúrguer pelo iFood no McDonald's'. Quando eu olho o valor: R$ 225 de quarteirão (entram aqui muitas risadas em forma de 'k' no post original), já pago pro cartão de crédito!", escreveu Erica. "Ele virou pra mim e disse: 'Mãe, o entregador veio rápido porque pedi duas vezes pra ele entregar mais rápido' (mais risadas). Eu falei: 'Garoto, você pediu R$ 225 de hambúrgueres'. E ele me falou: 'Ué, deu caro porque o hambúrguer aumentou'".
 
 
Erica explicou ainda que o menino estava em casa com o pai, enquanto ela foi até o mercado, mas deixou o celular carregando. A criança então aproveitou esse momento para mexer no aparelho. A mãe disse que, como ele às vezes faz isso mesmo, o pai nem estranhou ou chamou a atenção dele.
 
"Quando eu chego do mercado, escuto uma mensagem. Era simplesmente do iFood, dizendo que o entregador está chegando com seu pedido", contou a mãe de Davi.
 
Para ela, esse tipo de situação configura como "coisas que só acontecem na internet". Mas ao sentir na pele como foi passar por um episódio tão fora do comum, ela declarou: "acontece na vida real, mano".
 
"De repente, tive uma ideia: anunciar os hambúrgueres nos status. Consegui vender os que não dividi na família, e ele com a cara mais lavada do mundo ainda vira pra mim e diz: 'Mãe, agora você tá me devendo, pois eu ajudei a promover seu negócio, agora você pode vender hambúrguer também', relatou Erica.
 
A autora do post viral explicou que trabalha com vendas de doces e aproveitou os 15 minutos de fama para divulgar seu perfil no Instagram (@ebdoceriagourmet). No entanto, quanto mais a história foi compartilhada, começaram a surgir críticas. Os comentários negativos, porém, foi prontamente rebatidos.
 
"Quem me conhece sabe que não preciso aqui de ficar ganhando fama na internet. Pedi sim pro povo curtir a minha página, mas curte quem quiser. Ninguém é obrigado a nada, e outro, achei graça sim, porque quem vai pagar sou eu e eu não tô nem aí pra opinião alheia", disse ela, que foi procurada pelo EXTRA, mas ainda não retornou o contato.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Vereador Aleks Palitot verifica atendimento em UPAs

Vereador Aleks Palitot verifica atendimento em UPAs

O vereador conversou com a população que buscava atendimento e também com integrantes das equipes das unidades onde colheu informações para a elaboração de oficio a ser encaminhado ao Executivo cobrando as devidas tomadas de providência.

10 de Julho de 2020 às 15:06