BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SUSPEITA COVID-19: 'Sem estrutura para enterrar meu filho' diz pai de menino morto

Faleceu nesta terça-feira. Resultado do exame que vai confirmar ou não doença ainda não saiu

O DIA

06 de Maio de 2020 às 11:41

Atualizada em : 06 de Maio de 2020 às 11:52

Foto: Divulgação

Um menino de quatro anos morreu nesta terça-feira com suspeita de covid-19. Ryan da Silva Fraga estava internado no Hospital Municipal Jesus, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio.
 
Procurada, a Secretaria Municipal de Saúde informou que a criança estava internada no CTI da unidade desde o dia 30 de abril, com síndrome respiratória aguda grave. "O hospital ainda aguarda o resultado do exame realizado para confirmar se a criança faleceu por covid. A família será informada assim que a unidade receber o laudo. Não há, até este momento, casos confirmados de óbitos por covid-19 em crianças na rede municipal de saúde", diz a pasta em nota. Pai desabafa: 'Não tenho estrutura para enterrar meu filho'
 
Em um áudio obtido pela reportagem, o pai do menino, Maicon, desabafou durante a internação do filho. "Não sabe se é problema cardíaco ou coronavírus. Não estão deixando nem a gente entrar para ver ele. Ele está cheio de sonda, tubo na boca. Que Deus me tire desse mundo, mas deixe meu moleque na Terra.
 
Pode me levar. Só não leva meu filho. Não tenho estrutura para enterrar meu filho. Faça uma corrente. Ora, que Deus vai tirar dessa", implora o pai desesperado.
Outro amigo da família da criança falou sobre o menino. "Vi o Ryan na barriga da mãe, era um menino completamente feliz, amado por todos, pela família, pelo pai e mãe, esperto, inteligente, tinha tudo na vida pela frente", conta Renato Santos, guarda da CET-Rio.
 
"O Ryan gostava de tudo que criança gosta: pipa, bicicleta, futebol, saia de bota bola junto com a gente. Era uma criança completa, não tinha restrição de nada brincava de tudo se dava com todo mundo. Onde ele chegava falava com todo mundo parecia um jovem de 15 anos. Já esta fazendo muita falta", frisa Santos.
 
De acordo com Renato, um dia antes da internação, ele encontrou com Maicon e o Ryan, que estavam em um carro. "Falaram comigo e depois o Maicon disse que o filho estava internado por suspeita de corona. O Ryan tinha problema cardíaco e foi descoberto nesse dia. Estamos esperando o laudo médico agora", conclui o pai.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS