BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ABSURDO: Homem se diz apaixonado por criança de 11 anos e foge com ela

Há indícios de que a criança teria sido vítima de outras pessoas em oportunidades diferentes

OLIVRE

07 de Agosto de 2019 às 15:02

Foto: Divulgação

Um homem de 29 anos foi preso na noite dessa terça-feira (6) depois de fugir com uma criança de 11 anos. Ele disse ter se apaixonado por ela e ficou nove dias com a menina.

 

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, a criança era procurada desde o dia 27 de julho, quando a mãe procurou a delegacia de Confresa (1160 km de Cuiabá) relatando o desaparecimento da filha.

 

Desde o princípio, a mãe relatou que a menina estava com o suspeito, já que ele estava morando na casa da vítima (a 21 km de Confresa) desde a separação com a ex-mulher dele. O casal, segundo as investigações iniciais, era amigo da mãe da criança e assim, quando se separaram, ele ficou na casa dela.

 

Na noite do dia 27, quando todos foram dormir, o suspeito aproveitou e ambos fugiram a pé. O suspeito teria contado para a mãe da vítima que agora que estava separado, havia se apaixonado pela menina. Policiais iniciaram buscas aos dois e os encontraram na noite dessa terça-feira (6) em frente a um comércio na Avenida Industrial, no centro de Confresa. 

 

Eles foram levados para a delegacia e o Conselho Tutelar foi acionado. A menina foi encaminhada para realização de exame de corpo de delito e outros atendimentos necessários. Segundo o delegado responsável pela investigação, André Rigonato, o suspeito confessou as acusações e foi autuado em flagrante por “sequestro majorado para fins libidinosos e estupro de vulnerável”.

 

“O inquérito policial continua e as investigações prosseguirão com objetivo de apurar os indícios de outros possíveis crimes de estupro de vulnerável cometidos contra a criança, na mesma casa, porém por outras pessoas, em oportunidades diferentes e ocasiões anteriores. A mãe da menor também será investigada pela Polícia Civil de Confresa”, disse o delegado.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS