SUSTENTABILIDADE: Rioterra é convidada a compor a ‘Circular Bioeconomy Alliance’

A Instituição com mais de 20 anos de atuação na área da ciência e pesquisa, é uma organização da sociedade civil de interesse público e poia o desenvolvimento sustentável na Amazônica

SUSTENTABILIDADE: Rioterra é convidada a compor a ‘Circular Bioeconomy Alliance’

Foto: Divulgação

A Instituição com mais de 20 anos de atuação na área da ciência e pesquisa, é uma organização da sociedade civil de interesse público e poia o desenvolvimento sustentável na Amazônica, contribuindo para o empoderamento, participação social e garantia de direitos dos povos tradicionais e para a diminuição de suas vulnerabilidades sociais e econômicas.
 
“Nós fazemos ações voltadas a redução de vulnerabilidade sociais pra que assim as pessoas tenham condição de vida digna na Amazônia e com isso a gente conserve biodiversidade e proteja a floresta pra evitar desmatamentos desnecessários e ilegais e assim ajudando no mundo inteiro”
 
A aliança
 
‘A rede fundada por Sua Alteza Real, o Príncipe de Gales, Charles, promove iniciativas em todo o mundo’
 
Alexis Bastos, coordenador de Projetos do Centro de Estudos Rioterra, conta que o convite para integrar a CBA veio pela indicação da organização francesa Reforest’Action, que possui projetos em mais de 40 países e atua em parceira com o CES Rioterra desde 2019, inclusive no projeto de reflorestamento de 270 hectares de uma área ilegalmente desmatada na Reserva Extrativista Rio Preto Jacunda, realizado em 2020.
 
 
“E por quê fazer parte da aliança pode ser boa para o estado? Porque, imagina, é algo que trabalha com investidores do mundo inteiro, então a gente passa a ter acesso a uma rede de investidores e de financiadores para as atividades produtivas do estado e que é inimaginável o potencial que essa rede tem”, conta.
 
E a organização ambiental rondoniense já entrou para a rede internacional com um objetivo desafiador: plantar um milhão de árvores em Sistemas Agroflorestais (SAFs) em áreas degradadas de propriedades da agricultura familiar de Rondônia com foco no fortalecimento da cadeia produtiva do cacau.
 
“Quando a gente planta um milhão de árvores a gente está fortalecendo a cadeia, uma porque estamos aumentando a quantidade e produtos com esses pés existentes de cacau, outra, a gente está dando desinação para áreas que estavam abertas e desmatadas para a produção de algo que gera benefícios para as famílias” complementa.
 
Além da visibilidade, a rede também oferece o compartilhamento de conhecimentos entre seus integrantes através de uma plataforma de aprendizado.
 
 
Circular de Bioeconomia
 
O centro de estudos, explica o especialista, possui anos em experiência de restauração florestal e de recuperação de áreas degradadas em propriedades da agricultura familiar através do plantio de agroflorestas. O formato de trabalho permite ampliar a produção de alimentos e a geração de renda das famílias produtoras. 
 
“A bioeconomia circular é um conceito que une bioeconomia que são formas de utilizar a floresta, gerar serviços e produtos, valorizando os ativos ambientas de forma sustentável na Amazônia com um conceito de economia circular que. Geralmente na economia tradicional a gente pega uma coisa e depois descarta. Na bioeconomia circular a gente trabalha o reuso, então podemos reduzir a forma de descarte e trabalha a reutilização destes materiais”, explica

Galeria de Fotos da Notícia

SUSTENTABILIDADE: Rioterra é convidada a compor a ‘Circular Bioeconomy Alliance’

SUSTENTABILIDADE: Rioterra é convidada a compor a ‘Circular Bioeconomy Alliance’

SUSTENTABILIDADE: Rioterra é convidada a compor a ‘Circular Bioeconomy Alliance’

Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS