AVIÁRIO: Produtores são orientados a tomarem medidas de biossegurança

A Laringotraqueíte Infecciosa, em virtude dos sinais clínicos, ocasiona perdas na produtividade e não é uma zoonose

AVIÁRIO: Produtores são orientados a tomarem medidas de biossegurança

Foto: ILUSTRATIVA

 

O Governo de Rondônia, através da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado (Idaron), intensificou as ações de prevenção e combate aos casos de Laringotraqueíte Infecciosa das Aves. A agência tem realizado trabalho de orientação aos produtores rurais para que sejam adotadas medidas de biossegurança nos aviários.

 

A medida foi adotada após detecção da doença em um aviário localizado em Alta Floresta D‘Oeste, região da Zona da Mata, no interior de Rondônia.
 
O proprietário do estabelecimento avícola procurou a unidade local de Alta Floresta para informar que algumas aves de sua granja de postura encontravam-se doentes. Após necrópsia e coleta de material biológico, as amostras foram enviados ao laboratório de referência (Laboratório Federal de Defesa Agropecuária/ MAPA), em Campinas/SP.
 
 
A propriedade foi interditada e deve permanecer assim enquanto houver aves com sinais clínicos da doença.
 
“Mesmo que os sinais da doença cessem, as aves da granja somente poderão ter como destino o abatedouro, ou seja, não poderão ser comercializadas a outros produtores, evitando assim a possibilidade de comercialização de aves portadoras do vírus em estado latente”, explicou o fiscal agropecuário da Idaron, Fabiano Benitez.
 
Segundo ele, a doença é causada por um vírus da família Herpesviridae tipo I, que afeta galinhas, podendo ocorrer em outras aves, como faisão, perdizes e pavão.
 
“A doença, em virtude dos sinais clínicos, ocasiona perdas na produtividade e não é uma zoonose. Apesar de ser uma enfermidade de notificação obrigatória, ela é endêmica no Brasil, ou seja, ocorre de forma esporádica em todo território nacional”, salientou.
 
“Por fim, a Idaron alerta a todos os avicultores do estado de Rondônia que fiquem atentos para a ocorrência da doença e comuniquem nossas Unidades Locais em caso de surgimento de aves doentes, bem como reforcem as medidas de biosseguridade em seus aviários, evitando a entrada de pessoas e veículos em suas propriedades”, acentua. A notificação a Idaron também pode ser feita pelo Disque Idaron 0800 643 4337.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS