GERAÇÃO DE RENDA: Emater/RO apoia projeto de valorização do trabalho da mulher no campo

“A cada seis meses serão formadas novas turmas, a fim de atender toda a comunidade”

GERAÇÃO DE RENDA: Emater/RO apoia projeto de valorização do trabalho da mulher no campo

Foto: Divulgação

 

Dar visibilidade ao trabalhado executado pelas mulheres no campo é primordial para o reconhecimento de seu protagonismo na geração de renda e manutenção da família rural. Apesar de contribuir na renda familiar, o trabalho feminino no campo ainda é visto como atividade complementar do trabalho masculino, fazendo com que elas não sejam reconhecidas como produtoras ou até mesmo proprietária de suas parcelas rurais. O projeto “Mulher com Renda” conta com a parceria da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) e Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), visando buscar o fortalecimento das atividades dessas mulheres, capacitando-as e auxiliando-as para melhor execução de seus projetos.
 
A mulher ocupa um papel importante nas atividades rurais e reflete a sua atuação, não como mera ajudante, mas com destaque no processo produtivo de alimentos, contribuindo para a geração de renda e para o desenvolvimento econômico e social no campo. Por isso, o projeto “Mulher com Renda” oferece condições para o aperfeiçoamento de suas atividades, a fim de garantir a qualidade da atividade e produção.
 
 
O projeto “Mulher com Renda é uma iniciativa da Associação das Mulheres Bom Futuro, vinculada ao Centro Comunitário, para capacitar as mulheres do entorno do município de Seringueiras, para produção livre e comercialização de seus produtos de forma coletiva e participativa. “Nós estamos buscando também, apoio da Prefeitura, através das secretarias municipais de Agricultura e de Assistência Social, além do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), para um auxílio mais efetivo”, explica a extensionista da Emater-RO do escritório regional do Território do Vale do Guaporé, Jaqueline Rosa, responsável pela coordenação do projeto.
 
Para os extensionistas, João Francisco dos Santos Filho e Alexandra Soares Serra , que executam o projeto no município de Seringueiras, “diante do cenário atual enfrentado pela mulher do campo, a implantação de projetos que instiguem e proporcionem acesso a capacitações e ofertas de geração de renda é mais do que necessária”. Assim, o projeto irá atender mulheres com dificuldade de geração de renda ou assistida por programa sociais, a fim de contribuir no desenvolvimento de suas capacidades individuais e sociais, replicando e adaptando a oferta do projeto a diferentes realidades de produção.
 
O projeto “Mulher com Renda”, que vai ao encontro das políticas públicas do Governo de Rondônia para a geração de renda no campo, pretende atender, a cada seis meses, trinta mulheres, porém, nesse primeiro momento serão atendidas dez mulheres. Essas mulheres serão selecionadas pela Associação, de acordo com o perfil especificado, e receberão uma ajuda de R$ 350, acrescentando-se 1% ao mês de juros que serão pagos ao final do processo, para que elas possam desenvolver suas atividades. “A cada seis meses serão formadas novas turmas, a fim de atender toda a comunidade”, explica Jaqueline, enfatizando que essa ação “impactará positivamente a comunidade e fortalecerá os laços criados pela mulher, na família e no setor produtivo”.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS