BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

RONDÔNIA: Dia Nacional do Campo Limpo será marcado por ações de solidariedade

Por conta da pandemia do Coronavírus (Covid-19), as atividades realizadas neste ano, serão voltadas a pessoas necessitadas

IDARON

17 de Agosto de 2020 às 14:08

Foto: Divulgação

 

IDARON - O Dia Nacional do Campo Limpo, celebrado no dia 18 de agosto, será comemorado de forma diferente em Rondônia. Por conta da pandemia do Coronavírus (Covid-19), as atividades realizadas neste ano, serão voltadas a pessoas carentes, com entrega de cestas básicas e ações de conscientização para os produtores rurais em Cacoal.
 
A data foi instituída por meio da Lei Federal nº 11.657, de 16 de abril de 2008, reconhecendo o objetivo do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InpEV), fazendo parte do calendário nacional desde 2008, considerando a participação de diferentes agentes – agricultores, canais de revenda e cooperativas, indústria fabricante e poder público, além da logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas no Brasil e celebrar os resultados alcançados com a atuação conjunta.
 
Atualmente, o InpEV e a Agência Idaron promovem eventos como ações comunitárias, concursos em escolas, palestras em universidades e encontros com autoridades locais, entre outras iniciativas, realizadas no entorno das unidades de recebimento, que estimulam a comunidade local a refletir sobre a importância da conservação do meio ambiente e o papel que podem desempenhar nesse esforço, sendo a devolução de embalagens uma responsabilidade do produtor rural.
 
Em todo o Estado de Rondônia, são 13 postos de recebimento e uma central de recolhimento. Sidney Marcos é o responsável pela central do InpEV em Cacoal, e explica como é feito o processo de recolhimento. “Ao adquirirem os agrotóxicos nos estabelecimentos agropecuários, os produtores têm o prazo de um ano para fazer a devolução das embalagens. Como as empresas não tem estrutura para receber essas embalagens, elas credenciam a um posto de recolhimento”.
 
Em 2018, foram comercializadas cerca de 1.200.000 embalagens de agrotóxicos em Rondônia. Já em 2019, foram cerca de 750 mil embalagens devolvidas.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS