BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Crise de caráter - Por Valdemir Caldas

Por Valdemir Caldas

Por Valdemir Caldas

03 de Outubro de 2020 às 11:22

 
Tantos e tão variados são os casos de corrupção, principalmente no Estado de Rondônia, que um suposto esquema de propina envolvendo prefeitos e um ex-deputado estadual, recentemente desmantelado pela competente Policia Federal, já nem chega a emocionar a opinião pública. É como se o povo estivesse com a capacidade de indignação anestesiada pela repetição das mesmas bandalheiras, assim como o organismo saturado de dor, que já não mais responde aos acicates do sofrimento.
 
A criminalidade ganha terreno, não importa a natureza do crime, seja aqui e alhures, seja nas mais diferentes camadas da sociedade. Até parece que a honra e a dignidade já não encontram lugar no código de certas pessoas. Não se têm dúvidas de que isso decorre dos arraigados maus hábitos que, ao longo de seguidos anos, se veem praticados sob os aplausos velados de uma minoria de políticos e administradores inescrupulosos, que de tudo faz para tripudiar sobre os interesses da população.
 
Estamos às portas de novas eleições municipais. Em novembro próximo, vamos escolher prefeitos e vereadores. Não podemos ser condescendes com predadores do erário, ladrões engravatados, de elevada posição social, praticantes das mais despudoradas e revoltantes ilegalidades, que roubam por pura ganância, com a tranquilidade garantida da impunidade. Vamos mostrar para essa gente, na prática, que estamos cansados de promessas levianas e discursos demagógicos.
 
Precisamos sepultar esse modelo politico corrupto, improdutivo e desagregador. Não é possível conviver com essa crise de caráter, que subverte os valores morais do povo, pois a administração pública tem que se manter nos limites da decência e da produtividade social. 
 
O propinoduto recentemente estourado pela Policia Federal não pode ser apenas mais um. A justiça precisa agir com rigor e rapidez contra os que insistem em confundir o dinheiro público com os quintais de suas casas. 
Direito ao esquecimento

Mais Lidas da Semana

MAIS NOTÍCIAS