TORCIDA: Indústrias chegando em Rondônia podem ser um novo ciclo na economia local

TORCIDA: Indústrias chegando em Rondônia podem ser um novo ciclo na economia local

Foto: Divulgação

 

Sem controle
 
A coisa está fugindo ao controle! Os bloqueios nas estradas de Rondônia estão produzindo, cada vez mais, cenas de selvageria. As pessoas que são contra começam a reagir. Um exemplo, aconteceu em Cacoal, na noite da quarta-feira(30), quando um caminhoneiro avançou sobre um grupo que estava fechando a BR 364, por não aceitar o resultado da última eleição para presidente do Brasil. Uma mulher foi atropelada e está em estado grave. O motorista do caminhão foi preso pela PRF, por ter atropelado e não prestado assistência. Nessa situação, não tem ninguém certo. O caminhoneiro errou por avançar sobre as pessoas e os manifestantes também erraram por impedir as pessoas de irem e virem. Vamos aguardar para saber o que as investigações sobre esse caso vão dizer.
 
 
Uma semana
 
Nesta quinta-feira(01), faz uma semana que a rádio Nova FM, no distrito de União Bandeirantes, em Porto Velho, foi destruída por um incêndio criminoso durante a madrugada. Há princípio, tudo está levando a crer, que o motivo para o atentado tenha foi o posicionamento do veículo de comunicação, contra o bloqueio da linha 101, que dá acesso à localidade.
 
Sem respostas
 
Hoje, também fazem 20 dias que a sede do Rondoniaovivo, foi alvo de um atentado a tiros. Foram mais de 20 disparos que colocaram a baixo os vidros da porta e das janelas da recepção do prédio. Esse é mais um caso onde as suspeitas da motivação são o posicionamento do jornal contra os bloqueios das rodovias que cortam Rondônia. Outra coincidência em ambos os casos é que, até o momento, as autoridades policiais não conseguiram chegar as soluções para os dois crimes. Os motivos dessa demora em apontar os envolvidos, deixamos o espaço para Sesdec e Polícia Federal, responsáveis pelas investigações, se manifestarem.
 
 
Novo ciclo
 
Rondônia parece que começa a entrar em um novo ciclo econômico. Essa semana duas indústrias declararam que pretendem se instalar em nosso Estado. Ontem(30), foi anunciado pelo governador Marcos Rocha, que Porto Velho irá sediar a primeira indústria farmacêutica do Norte do país. O investimento é de cerca de R$ 140 milhões e irá gerar 240 empregos no início da produção, mas que poderão triplicar. Não foi informado o nome da empresa.
 
 
Jeans
 
Na terça-feira(29), também foi informado por Marcos Rocha, sobre a instalação de uma fábrica de jeans, a W. Vidall, que tem sede em Goiás. O investimento é da ordem de R$ 20 milhões e deve gerar cerca de 1000 empregos diretos. A estimativa é de que as obras sejam iniciadas ainda no primeiro semestre de 2023, na capital. Essas são notícias que alegram as pessoas que amam essa terra e torcem para que ela dê certo. Parabéns aos envolvidos e que venham outras notícias como essa!
 
Jogo
 
A nova enquete do Rondoniaovivo já está no ar. O jornal quer saber qual a sua opinião para o jogo entre Brasil e Camarões, que acontece na sexta-feira(02). Participe!
 
 
Natal de Luz
 
Hoje tem um programa grátis para adultos e crianças. Trata-se da abertura do “Natal de Luz”, que acontece no final da tarde, no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, e marca a inauguração da decoração natalina do CPA.  A sede do Governo de Rondônia vai promover a cerimônia natalina a partir das 17h30, e contará com apresentações musicais, danças e corais clássicos. O governador Marcos Rocha será o anfitrião da solenidade.
 
Dança
 
Outra pedida para relaxar é participar das aulas de dança de salão do professor Chagas Peres. Elas acontecem todos as terças e quintas, às 19:00. Se quer se desinibir, fazer amizades e parar de passar vergonha por não saber dançar, lá é o local certo. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 9 9994 3774.
 
Direito ao esquecimento

O que você irá fazer neste carnaval?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS