MOTOCICLISMO - Trajeto entre Porto Velho e Rio Branco. Por Sandra Santos

MOTOCICLISMO - Trajeto entre Porto Velho e Rio Branco. Por Sandra Santos

Foto: Divulgação

 A descoberta de um novo prazer

Era para ser apenas uma matéria sobre turismo local. Mas se tornou uma descoberta sobre os prazeres de uma aventura sobre duas rodas. Tudo começou com uma conversa com João Tagino, proprietário da Tagino Adventure sobre os roteiros organizados pela empresa. Fiquei fascinada. Resolvi viver esta aventura. A vontade era de pilotar, mas com nenhuma experiência na auto estrada, resolvemos fazer um teste com uma BMW 800cc para saber como me sairia. Minha experiência com moto se resume a uma Honda XL 250 cc que eu pilotava anos atrás lá em Colorado D´oeste.

Não passei segurança no teste e nem me senti segura o suficiente para encarar o desafio. Então resolvi ir com o fotógrafo Marcel, o que seria bem melhor para mim, pois poderia aproveitar as paradas dele para fazer os meus vídeos. O plano era revezarmos na estrada para me sentir mais confiante e ganhar experiência. Entretanto, no caminho houve uma mudança de plano. Perto de Jaci Paraná a moto de um dos componentes do grupo deu problema e não pôde seguir viagem. Foi aí que a BMW foi passada para ele e eu teria que seguir no carro com Tagino. Claro que fiquei um pouco decepcionada. Mas uma pessoa muito gentil me convidou para ir na garupa e é claro que eu aceitei imediatamente. E foi assim que uma inexperiente em aventura sobre duas rodas descobriu a paixão por este esporte tão fascinante.

É preciso entender que há uma diferença de anos luz entre aqueles que utilizam uma moto apenas como meio de transporte e aqueles que sentem “ aquele algo a mais” pilotando sobre duas rodas. No fundo, no fundo, estes motociclistas tem mesmo é uma história de amor com suas motos.

 O grupo

 

Mais de 40 pessoas de diferentes faixas etárias e profissões em sua maioria casais de Porto Velho, Ji-paraná, Cacoal e Ariquemes, faziam parte do grupo organizado por Tagino. O encontro foi às 06h00min na Master Motos da Av. Amazonas. Após o café da manhã oferecido pela empresa, o grupo seguiu rumo a Rio Branco para participar da primeira feira de motociclismo na cidade acreana. Fui aprendendo pouco a pouco, algumas regras básicas sobre comportamento do piloto na autoestrada.  Na foto parte do grupo.

O Percurso

Todas as motos do grupo tem entre 500 e 1.800cc e de marcas variadas como Honda, Yamaha, Harley Davidson e BMW. São verdadeiras máquinas preparadas para viagens de longo percurso. Como todos tem experiência na estrada, a viagem seguiu tranquila.

De alguma maneira, um cuida do outro. No caminho os grupos se dividiram, mas ninguém seguiu sozinho. Havia uma preocupação e solidariedade natural. Nas paradas pré determinadas todos se encontravam e o prazer era visível em cada semblante. Não havia tanta pressa e a velocidade, durante um tempo, era quase que constante. Por volta de 15h00min horas local, chegamos em Rio Branco onde o grupo de reuniu e dalí seguimos para os hoteis onde a programação noturna foi repassada para todos. Após o check´in, houve uma pausa para descanso.

O pacote Turístico

                                               

João Tagino organiza viagens em grupos para curtas e longas distâncias com roteiros que incluem o Peru, Bolívia, Manaus e Alter do Chão e podem durar de 3 a 21 dias, dependendo do trecho escolhido. Viagens para Bolívia duram cerca de 3 dias. Um grupo vai de moto e volta de avião e outro vai de avião e volta com as motos. Para quem não tem moto a empresa inclui uma em seus pacotes. Para quem tem, pode então comprar o pacote que inclui hotel e os passeios guiados. O suporte oferecido pela empresa é muito bom. Dois veículos acompanham o grupo, seja para acomodar bagagens ou para auxiliar naquilo que for necessário. Até mesmo o valor do ticket da balsa e da entrada na feira estavam inclusos no pacote, proporcionando uma comodidade maior para os participantes. Dentro da cidade o suporte também é oferecido. Ou seja; quem quer viver esta aventura tem que se preocupar apenas em pilotar e se divertir, todo o resto a empresa cuida. E cuidou.

 O Stand da Tagino Adventure Tour- Sábado à noite                                                          

Após um breve descanso no hotel, o grupo se reuniu para uma noite de confraternização e relax no stand da Tagino Adventure. Vestindo camisetas com logotipo da empresa e patrocinadores todos se divertiram no churrasco oferecido pela empresa. Aqueles que não iriam consumir bebidas alcoólicas optaram em ir para o Parque de Exposição em suas motos. Quem quis beber, preferiu utilizar os veículos deixados à disposição. Tudo correu muito bem. Apesar do cansaço da viagem, o grupo permaneceu no stand até por volta de 2 da manhã.

A feira 

Com o objetivo de mostrar e fortalecer um pouco da cultura sobre duas rodas e a liberdade que este esporte representa, a Amazônia Motorcycle foi a primeira feira no estado do Acre voltada para este público. O evento foi realizado no Parque de exposição.

Segundo Cassiano Marques de Oliveira, proprietário da EME Amazônia, a feira Contou com a participação de 18 motoclubes do acre e outros 22 participantes de motoclubes de Rondônia, São Paulo, Peru, Chile, Bolívia, Amazonas, Distrito Federal e Mato Grosso. Na feira havia ainda stands de roupas, tatuagens, empresas de motos e veículos, Clube do Jeep, Clube do fusca, Clube dos veículos clássicos de quatro rodas, Federação do Ciclismo, loja de compra e venda de motos usadas e a empresa Tagino Adventure, especialista em moto turismo. Contou com parceiros importantes como os organizadores do Pachamama, um festival de cinema anual organizado no Acre. A empresa P.I produções organizou toda a parte musical. No palco 9 bandas de rock do Acre se apresentaram. A realização foi das empresas EME Amazônia e Kampô Promoções e eventos, patrocinadas e apoiadas pelo Banco do Brasil, Sebrae, Governo do Estado do Acre, Star Motos - Honda, Recol Yamaha e prefeitura de Rio Branco. A feira em sua primeira edição teve um público estimado em 8.000 pessoas nos seus dois dias e foi considerada um sucesso.

Domingo - Rio Branco

                                         

  No domingo após o almoço em uma churrascaria, o grupo se dividiu. Conhecer a cidade e seus pontos turísticos ficou a critério de cada um. O hotel oferece uma revista contendo um roteiro que inclui boas opções de passeios. Parque Chico Mendes é um excelente local e conta um pouco da história do seringueiro reconhecido mundialmente por sua luta em favor do seu povo. O Parque da Maternidade é outro lugar perfeito para caminhadas ou para passeios de moto, claro. Praças, palácio, museu, são algumas das opções na pequena e organizada cidade de Rio Branco. No fim da tarde o grupo visitou a feira novamente, a noite se reuniu para o jantar e em seguida a maioria preferiu voltar ao hotel para se preparar para o retorno a Porto Velho.

 Segunda-Feira / Feriado

Todos se reuniram para o café da manhã às 06h00min. Um grupo saiu primeiro e na sequência o outro. Da mesma maneira que na ida eles seguiam juntos. Na Balsa encontramos alguns motociclistas de Porto Velho que foram para a feira, lamentando o desencontro em Rio Branco com o grupo da Tagino Adventure. É incrível como motociclistas gostam da companhia uns dos outros. A viagem seguiu tranquila até Porto Velho com uma parada estratégica em Jaci Paraná para despedidas, celebração de novas amizades feitas durante o fim de semana e promessas de novos encontros e aventuras.

 Feira de motociclismo em Porto Velho

Ainda em Porto Velho, durante o café da manhã oferecido pela Master Motos, o proprietário da empresa Sidney Matos comunicou a todos que um projeto está sendo trabalhado em parceria com a Tagino Adventure para a realização do 1º festival motociclistico em Porto Velho. Em local a ser definido, a feira será realizada provavelmente nos dias 13 e 14 de maio de 2016.

  Nasce uma nova paixão

Como inexperiente em moto turismo, posso afirmar que esta foi, sem dúvida a descoberta de prazeres e sensações dos quais havia apenas ouvido falar. Ainda que tenha sido na garupa a emoção tomou conta de mim. Aquela tão falada sensação de liberdade é a descrição mais justa e verdadeira. Olhava a estrada e tinha a impressão de ter o mundo diante de mim. De repente me dei conta de que ainda que tenha viajado bastante, o motociclismo me proporcionou um novo olhar. Até mesmo a paisagem que eu já conheço parecia diferente. Era como se eu pudesse voar. Os portões de um novo mundo se abriram e a aventura apenas começou. Eu criei asas. Asas da liberdade.

 

Grupo formado por: Abdiel Ramos e esposa, Heverton Aguiar, Elthon Rolim e Taís, Jacob, Rodrigo, Renatinho, Dinho Lorenssetti, Reinaldo Rosa, Marcio e Michele, Albertinho e Luciana, Natan, Paulo do Banco do Brasil, Leandro e Giseli, Maguis, David e Judy, Sildevano, Helder e namorada, Alessandro e esposa, Elias e Aureluce, Elias Filho e Flávia, Davi e Daiane, Abdiel Jr e esposa, Marcos Roberto e Eliene, Pimentel, Renato Platz, Domingues Junior, Ailton, Franklin e Sandra Santos.

Agradecimentos: João Tagino, Marcel, Fernando Menezes e Dinho Lorenssetti. 

 

 

Direito ao esquecimento
Como resolver o problema dos animais de rua?
Como você classifica a gestão do prefeito João Gonçalves Jr. em Jaru?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Vila Burger LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS