MELHORIAS: Trilha do Parque Ecológico de Porto Velho está fechada para reforma

Embora a Trilha do Viveiro esteja fechada para a reforma, o Parque Ecológico possui outras áreas de lazer, como a área de piquenique e o museu

MELHORIAS: Trilha do Parque Ecológico de Porto Velho está fechada para reforma

Foto: Divulgação

Após a revitalização e entrega do Museu do Acervo Biológico Ronaldo Araújo, no Parque Natural Raimundo Paraguassu (Parque Ecológico), a Prefeitura de Porto Velho começará as obras de revitalização da Trilha do Viveiro.
 
A trilha, feita de palafitas, possui atualmente 700 metros de extensão e é a menor entre as três que existem dentro da unidade de conservação (UC). De acordo com a diretora do Departamento de Proteção e Conservação Ambiental (DPCA) e responsável pelos parques da Sema, Amália Eloi, a madeira que será utilizada na reforma será doada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama).
 
Além da trilha que já se encontra interditada para a reforma, estamos realizando também a construção do deck na entrada do parque para criar mais um espaço de convivência”, explica Amália Eloi.
 
De acordo com o secretário municipal de meio ambiente, Alexandro Pincer, a reforma da trilha vai proporcionar mais segurança aos visitantes.
 
 
Amália Eloi, diretora do Departamento de Proteção e Conservação Ambiental
 
“Devido a ação do tempo e do uso direto, parte da atual estrutura foi comprometida. Pensando nisso, resolvemos realizar já nas próximas semanas a reforma para entregar à população um lugar mais seguro e confortável” destacou o titular da Sema.
 
Djalma Duarte dos Santos, de 77 anos, disse que faz questão de passear pelo parque sempre que tem uma oportunidade. “Sempre que posso venho aqui prestigiar a natureza. Essa reforma vai melhorar bastante, vai ajudar todo mundo que vem conhecer o espaço”, disse o morador do bairro São João Bosco.
 
Embora a Trilha do Viveiro esteja fechada para a reforma, o Parque Ecológico possui outras áreas de lazer, como a área de piquenique, o Museu do Acervo Biológico Ronaldo Araújo, o viveiro municipal com diversas espécies arbóreas da região amazônica e o lago com tartarugas e jacarés.
 
O parque fica situado no fim da avenida Prefeito Chiquilito Erse (antiga Rio Madeira). O horário de funcionamento do museu é de terça-feira a domingo, das 8h às 17h. A entrada é gratuita. A visitação individual acontece normalmente dentro do horário de funcionamento. Já para visitação coletiva é necessário o agendamento prévio para que seja providenciado com antecedência um guia ambiental que fará a rota no local.
Direito ao esquecimento

Quem você apoiaria para ser senador por Rondônia?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS