IMUNIZADOS: Veja o que é necessário para comprovar que está vacinado contra a covid-19

Para obter o certificado é necessário baixar o aplicativo Conect SUS

IMUNIZADOS: Veja o que é necessário para comprovar que está vacinado contra a covid-19

Foto: Divulgação

Com cada vez mais países aceitando brasileiros com o esquema de vacinação completo, uma dúvida começa a surgir para os passageiros e consequentemente para os agentes de viagens. Como emitir os documentos que comprovam a vacinação? Basta a carteirinha? É preciso baixar algo no celular? Respondemos abaixo as principais perguntas sobre o assunto.
 
O certificado internacional de vacinação emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – que muitos estão acostumados por conta da obrigatoriedade de vacinação da Febre Amarela em alguns países – não serve no caso da Covid-19. Então o que fazer? Por enquanto, os países exigem um comprovante oficial em espanhol ou inglês e é possível fazer isso por meio do aplicativo Conect SUS.
 
O primeiro passo é baixar o app no seu celular. Em seguida, clique em “Doses Aplicadas” e depois em “Detalhamento” e, por fim, em “Certificado de Vacinação”. Há opção de emitir em Português, Espanhol ou Inglês, clicando na bandeira do respectivo idioma.
 
PAÍSES QUE ACEITAM BRASILEIROS VACINADOS
 
Não são apenas os europeus que começaram a abrir as portas para brasileiros com o esquema completo de vacinação. O Canadá, por exemplo, já marcou data para a abertura de suas fronteiras. Países do Caribe, Ásia, Oriente Médio e da própria América do Sul também já flexibilizaram as restrições. Há ainda. Veja abaixo a lista e quais são as vacinas aceitas:
 
ACEITA TODAS AS VACINAS
 
Costa do Marfim
Egito
Equador
Espanha
Finlândia
Islândia
Mali
República Dominicana
Suíça
Tailândia
Ucrânia
 
APENAS PFIZER, ASTRA ZENECA E JANSSEN
 
Anguilla
Alemanha
Bahamas
Catar
Canadá
Costa Rica
França
Irlanda
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

M de F Moreira

M Farinha LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS