NA FRENTE: Brasil lidera desempenho da aviação doméstica na América Latina

"Começamos um ano de esperança. Não será rápido, mas a recuperação será uma realidade."

NA FRENTE: Brasil lidera desempenho da aviação doméstica na América Latina

Foto: Divulgação

 

As companhias aéreas que operam na América Latina e Caribe transportaram 20,9 milhões de passageiros em janeiro de 2021 – 46,6% a menos (ou 18.274.991 menos passageiros) do que no ano anterior. O Brasil, por sua vez, foi o mercado interno com melhor desempenho em termos absolutos e percentuais, com 5,5 milhões de passageiros transportados e uma redução de 38% em relação a janeiro de 2020.
 
As informações são da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (Alta), que reportou ainda que o México teve 2,7 milhões de passageiros e uma redução de 39%, e a Colômbia teve 1,34 milhão, uma redução de 44% em relação a janeiro de 2020. “Juntos, mercados domésticos de Brasil, México e Colômbia mantiveram recuperação positiva, representando 71% do total de passageiros domésticos transportados na região”, informou.
 
Em relação ao mercado internacional, o fluxo de passageiros com destino aos Estados Unidos continua a ser o maior na América Latina e Caribe, com destaque para os voos partindo do México e da Colômbia.
 
Começamos um ano de esperança. Não será rápido, mas a recuperação será uma realidade, principalmente em nossa região, que depende fortemente do transporte aéreo. Enfrentamos desafios de curto prazo que dificultam a recuperação do tráfego internacional, como a baixa taxa de vacinação na maioria dos países, com exceção do Chile. No entanto, nossa região tem um mercado interno em expansão, que continuará liderando a recuperação ao longo de 2021”, afirma José Ricardo Botelho, CEO da Alta.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

FP Baby LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS