EVENTO: Encontro Estadual do Avante Rondônia acontece nesta quinta (16)

Deputado Jair Montes é presidente da sigla

EVENTO: Encontro Estadual do Avante Rondônia acontece nesta quinta (16)

Foto: Divulgação

Encontro estadual do Avante Rondônia acontece nesta quinta-feira (16), em Porto Velho, o anfitrião é o deputado estadual e presidente do Avante Rondônia Jair Montes e com a participação do presidente nacional da sigla, deputado federal, Luis Tibé e André Janones, pré-candidato do Avante à presidente da República.
 
 
O evento está marcado para às 15h, no auditório da Unopar. E não é voltado apenas para pré-candidatos, filiados e lideranças políticas como explica o parlamentar.
 
 
“É amanhã o grande dia, contamos com a participação da comunidade além claro de lideranças políticas. Essa participação é importante porque temos um candidato que é uma terceira via à presidência da república e é importante conhecer a história dele e as propostas para o nosso Estado. Estamos organizando tudo, teremos caravanas de todo o estado. Será uma grande troca de vivências e aprendizados.” Contou Jair Montes.
 
 
Conheça André Janones, pré-candidato do Avante que tem milhões de seguidores na internet
 
 
O advogado entrou para a vida pública em 2018, ao ser eleito para a Câmara dos Deputados. Com 178 mil votos, foi o terceiro deputado mais votado pelo estado de Minas Gerais.
 
 
Janones ficou conhecido naquele ano ao se tornar um porta-voz informal dos caminhoneiros durante a greve da categoria no governo do ex-presidente Michel Temer. Os vídeos que ele gravou na época tiveram amplo alcance e ele se tornou uma figura popular. Atualmente, o mineiro tem 8 milhões de seguidores no Facebook, 2 milhões no Instagram e 1,4 milhão no Youtube.
 
 
Antes de ser eleito, Janones foi cobrador de ônibus, escrevente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e advogado. Também já foi filiado ao PT, entre 2003 e 2012.
 
 
Janones se porta como político antissistema. Em sua atuação como parlamentar, defendeu a manutenção do auxílio emergencial de R$ 600, sendo contrário à diminuição do valor para R$ 300, e, mais recentemente, votou contra o aumento do Fundo Eleitoral e a proposta de emenda constitucional (PEC) dos precatórios, criada para abrir espaço fiscal para que o governo federal possa ampliar os gastos em 2022. Os dois projetos acabaram sendo aprovados pelo Congresso.
 
 
O mineiro também foi alvo de uma investigação no Conselho de Ética da Câmara, depois de chamar os deputados de “canalhas”, “vagabundos” e “bandidos”. Ele acabou sendo absolvido após pedir desculpas aos colegas.
 
 
Janones oficializou sua candidatura em janeiro de 2022 com um discurso contra as disputas ideológicas que, no entender dele, nunca colocaram o povo à frente das discussões políticas. Em um tom crítico ao presidente Jair Bolsonaro (PL), se disse decepcionado com a atual gestão do governo federal em um discurso que também alfinetou as gestões petistas.
 
 
"O país continuou refém das amarras ideológicas, apenas mudou de lado. Eram as amarras ideológicas da esquerda, depois passou a ser as amarras ideológicas da direita, mas o problema principal continuou. O povo continuou sendo coadjuvante em todas as discussões políticas, mas o povo não foi coadjuvante nos meus primeiros três anos de mandato de deputado", declarou Janones.
Direito ao esquecimento

Você acha que os escândalos do Governo Bolsonaro prejudicam a pré-candidatura à reeleição?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS