BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SENADOR: Confúcio afirma que é preciso centralizar no aluno as atenções do novo Fundeb

Confúcio Moura enfatizou que está há dois anos no Senado debatendo incansavelmente o assunto educação e, segundo ele, é a bandeira que escolheu como prioridade do mandato

ASSESSORIA

16 de Dezembro de 2020 às 14:18

Foto: Divulgação

Na terça-feira (15), durante a votação e aprovação do Projeto de Lei 4.372/2020, que regulamenta, a partir de janeiro de 2021, como devem ser aplicados os recursos do novo Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), o senador Confúcio Moura (MDB-RO), disse que o tema não pode ser centralizado exclusivamente nos professores, mas, principalmente, no aluno.
 
Confúcio Moura enfatizou que está há dois anos no Senado debatendo incansavelmente o assunto educação e, segundo ele, é a bandeira que escolheu como prioridade do mandato. O parlamentar disse que é preciso mudar as atenções do Fundeb. “Temos que mudar o foco desse trabalho: focalizar no aluno, no aluno pobre, no aluno de periferia, no aluno das escolas rurais brasileiras, focalizar e dar a ele as condições adequadas de ter um grande aprendizado e melhorar a qualidade da educação”, enfatizou.
 
O senador destacou que a pandemia da Covid-19 veio alertar para a realidade inexorável da educação Brasileira. Para ele, não existe nenhum país no mundo que experimentou o desenvolvimento sem priorizar de fato a educação. “Nós precisamos melhorar a qualidade da educação como um fator de inclusão social, senão nós vamos promover, pela educação, um apartheid terrível em nosso País”, destacou.
 
De acordo com o parlamentar, agora é a hora do aluno. “Chegou a hora de os pais e também de os professores que assim o desejarem fazerem essa revolução, essa revolução educacional para melhorar a qualidade da educação como fator essencial e vetor do desenvolvimento econômico e social”, concluiu. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS