BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PRESIDENTE DA ALE: Laerte Gomes se reúne com adjunto da Sesau e representantes do Hospital de Amor

Parlamentar solicitou informações sobre leitos disponibilizados através de repasse da ALE ao Governo

ASSESSORIA

20 de Agosto de 2020 às 16:06

Foto: Divulgação

Atendendo a convite do presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), o secretário-adjunto de Estado da Saúde, Nélio dos Santos, a gerente administrativa do Hospital de Amor Amazônia (HA), Vanessa Menezes e a encarregada de faturamento da instituição, Surama Bastos, se reuniram com o parlamentar nesta quinta-feira (20), para discutirem sobre os atendimentos do HA em relação aos tratamentos contra a COVID-19. O secretário-geral da Assembleia, Arildo Lopes também participou da reunião.
 
“Convidamos tanto o secretário-adjunto da Sesau, quanto as representantes do Hospital de Amor para sabermos, das duas partes, sobre a situação dos leitos que o Governo contratou através de repasse da Assembleia Legislativa e disponibilizou ao HA para atendimento às vítimas do novo Coronavírus”, explicou o presidente.
 
De acordo com o adjunto da pasta da Saúde, 70% dos leitos viabilizados pela Assembleia estão ocupados e com resultados extremamente positivos.
 
“O índice de cura tem sido muito alto, podendo ser considerado um dos mais altos do estado. Realmente, uma notícia excelente e que nos traz grande satisfação”, declarou Laerte Gomes.
 
Outro ponto discutido na reunião abordou a questão dos repasses do Governo que, segundo Nélio dos Santos, têm sido pagos em dia.
 
O presidente também conversou sobre a doação de recurso feita pela Assembleia ao Governo do Estado para a celebração de convênios entre o Executivo e o Hospital do Amor, o Hospital Santa Marcelina e o Hospital São Daniel Comboni, de Cacoal.
 
“Nós solicitamos que o Governo acelerasse a análise desses projetos para que essas entidades possam ser beneficiadas com a máxima urgência, afinal, ainda estamos na luta contra o Coronavírus para o fim dessa pandemia”, concluiu o presidente Laerte Gomes.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS