BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VITÓRIA DA SOCIEDADE: 'Dessa vez se deram mal', diz Léo Moraes sobre retirada de perdão da Energisa

Léo Moraes segue no Congresso onde é relator da Medida Provisória que propõe a isenção de cobrança de energia, proibição do aumento e de cortes até dezembro/2020

Assessoria

15 de Julho de 2020 às 16:00

Atualizada em : 15 de Julho de 2020 às 16:04

O deputado federal Léo Moraes (PODEMOS) falou sobre a retirada do Projeto de Lei 446/2020 da pauta da Assembleia Legislativa de Rondônia depois de pedido do governador do Estado, esse Projeto garantiria o Governo de Rondônia a conceder um perdão bilionário a Energisa.

 

A retirada desse Projeto foi anunciada por Léo Moraes nas redes sociais que apresentou a Mensagem encaminhada ao Legislativo solicitando o retorno da pauta ao poder Executivo.  Para o deputado esse fato aconteceu em decorrência da indignação da população.

 

“Desde o início sempre me posicionei contrário a esse projeto, pois não acho justo perdoar dívida de quem não perdoa a população. Dessa vez se deram mal, graças à mobilização de todos vocês, o governo voltou atrás e pediu a retirada do projeto”, disse Léo Moraes.

 

Léo Moraes é um dos representantes públicos mais atuantes nas questões envolvendo as denuncias de abusos da Energisa contra a população rondoniense. Ainda no período que esteve no parlamento estadual foi uma das vozes mais vibrantes contra a venda da CERON.

 

“A Energisa adquiriu a concessão da energia elétrica em Rondônia por R$ 50 mil e ainda teria o perdão da dívida. Nós trabalhamos desde o início de forma independente, de forma isenta a favor da população de Rondônia”, afirmou Léo Moraes.

 

Léo Moraes segue no Congresso onde é relator da Medida Provisória que propõe a isenção de cobrança de energia, proibição do aumento e de cortes até dezembro/2020.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS