BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CONFÚCIO MOURA: Reunião cobra esclarecimento do ministro da Cidadania sobre auxilio emergencial

O Colegiado aprovou, ainda, requerimento de Confúcio Moura solicitando demonstrativos e procedimentos de compras e serviços contratados entre estados e municípios

ASSESSORIA

08 de Maio de 2020 às 11:11

Foto: Divulgação

A quarta reunião da Comissão Mista que acompanha os gastos e as medidas tomadas pelo Poder Executivo no enfrentamento da pandemia de covid-19, realizada por meio de videoconferência e presidida pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO), debateu nesta quinta-feira (07), com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e cobrou soluções para as dificuldades no acesso ao recebimento do auxílio emergencial.
 
Durante a reunião houve muitas cobranças dos parlamentares ao ministro da Cidadania e ao governo federal pela situação no atendimento à população, porque não consegue implantar um sistema confiável para o pagamento do benefício.
 
Onyx Lorenzoni explicou que o governo federal está se desdobrando, principalmente com a inclusão de milhões de pessoas invisíveis (pessoas sem CPF e sem nenhum cadastro) como beneficiários do auxílio emergencial. Segundo ele, as primeiras projeções do governo previam a existência de cerca 5 a 8 milhões de invisíveis no Brasil, no entanto, descobriu-se um número muito maior.
 
O ministro explicou que o governo está próximo de vencer o pagamento da primeira parcela. “Devemos, provavelmente, até amanhã (sexta-feira 08), se tudo correr bem, anunciar o cronograma de pagamento da segunda parcela a partir da próxima semana”, explicou. Segundo ele, o governo está numa discussão com os Correios para permitir às pessoas que não têm acesso à tecnologia, que têm dificuldade, ir aos Correios para fazer o cadastramento. “Da mesma maneira, nós estamos criando outros canais, que nós vamos anunciar brevemente, para tratar dos casos específicos, dos casos especiais”, disse.
 
Durante a reunião foi aprovado um requerimento do senador Confúcio Moura solicitando aos Ministérios da Cidadania, Defesa, Saúde, Educação, Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Relações Exteriores, Economia, Justiça e Segurança Pública, Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos e Minas e Energia, informações a respeito dos procedimentos e requisitos adotados para as compras e contratações de materiais, equipamentos e serviços, bem como de outros dados. E ainda, informações referentes aos critérios utilizados para distribuição dos itens comprados e dos serviços contratados entre estados e municípios.
 
Acompanharam o ministro de Estado da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o secretário executivo do Ministério da Cidadania, Antônio José Barreto de Araújo Júnior, e o secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Sérgio Augusto de Queiroz.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS